Menu
Busca sexta, 03 de julho de 2020
NOTÍCIAS

Produtividade: Magistrados de MS proferem mais de 77 mil sentenças em teletrabalho

29 maio 2020 - 12h00Por TJMS

O período de teletrabalho, instituído pela administração do TJMS para evitar a contaminação e disseminação do coronavírus, permite que magistrados e servidores cumpram sua rotina sem prejuízos e com uma produtividade ainda maior, fazendo com que o Poder Judiciário de Mato Grosso do Sul se mantenha em posição de vanguarda no período de fechamento de parte dos serviços públicos e privados.

Assim, em regime de teletrabalho, magistrados e servidores continuam atendendo a população com a mesma qualidade e eficiência na prestação jurisdicional e os números da Assessoria de Planejamento do TJMS mostram resultados excelentes em produtividade na justiça sul-mato-grossense.

No período de 16 de março a 27 de maio, os juízes de primeiro grau proferiram 44.077 sentenças, 71.628 decisões e 141.254 despachos. Nos juizados especiais foram 17.218 sentenças, 11.200 decisões e 33.238 despachos.

Os dados também são excelentes em segundo grau, com a constatação de 14.204 sentenças, 11.300 decisões e 12.599 despachos, enquanto nas Turmas Recursais o montante chegou a 1.587 sentenças, 499 decisões e 943 despachos.
 
Somados todos os números, chega-se ao total de 77.086 sentenças, 94.627 decisões e 188.034 despachos, sem esquecer dos 3.734.845 atos cumpridos por servidores em primeiro e segundo graus.

O mapa da produtividade fica ainda melhor quando se destaca o fato de que o Judiciário sul-mato-grossense não trabalha apenas com processos digitais, embora a grande maioria de atos e procedimentos judiciais seja realizada on-line, ou então utilizando frequentemente soluções tecnológicas como a videoconferência.

Não se pode esquecer dos valores oriundos de penas pecuniárias, destinados pela magistratura sul-mato-grossense para auxiliar na busca de soluções que auxiliem para evitar a proliferação do coronavírus e amenizar a crise humanitária causada pela Covid-19. A soma destinada pelos magistrados já chegou a R$ 3.091.639,74.

Os números mostram a responsabilidade de magistrados e servidores em um Tribunal de Justiça que investiu em informatização e soluções tecnológicas, permitindo que a sociedade busque a justiça para resolver suas demandas mesmo em tempo de isolamento social, em razão da pandemia da Covid-19.

Deixe seu Comentário

Leia Também

50 ANOS
Corpo de Bombeiros Militar atinge marca histórica com desafios e luta contra a Covid-19 em MS
SAÚDE
Mato Grosso do Sul já tem mais de 100 mortos pelo novo coronavírus
NOTÍCIAS
Polícia Militar Ambiental fiscaliza 8 embarcações, apreende 1.000 metros de redes de pesca e solta 8 kg de peixes e uma tartaruga dos petrechos ilegais
BRASIL
Congresso promulga emenda que adia eleições municipais para