Menu
Busca quarta, 28 de outubro de 2020
Polícia

Polícia paraguaia ajuda na captura de trio que matou investigador em MS

16 junho 2016 - 08h00Por Fonte: G1
A Polícia Civil, nesta quarta-feira (15), está mantendo contato com a Polícia Nacional Paraguaia, para verificar o possível paradeiro do trio que cometeu um atentado e matou um policial civil e feriu outras quatro pessoas em Paranhos, distante a 456 quilômetros de Campo Grande.

Ao G1 o delegado Sidney Alberto, da assessoria de imprensa da instituição, disse que diversos policiais estão envolvidos na investigação. Até o momento, eles verificaram que três homens participaram da ação. Dois deles entraram na academia com fuzis em punho e um terceiro elemento os aguardava em um carro vermelho. Após os tiros, eles fugiram sentido ao Paraguai.

Sobre a vítima, a polícia verifica se ele possuía alguma desavença na região. O policial tinha saída da academia de polícia em março de 2015, possuindo pouca experiência na instituição.

Até o momento, ainda conforme a polícia, não é possível verificar se o alvo seria ele ou então as outras pessoas que ficaram feridas.

Entenda o caso

Um policial civil foi morto a tiros e quatro pessoas ficaram feridas em uma academia de ginástica, na noite de terça-feira (14), em Paranhos, a 456 quilômetros de Campo Grande. O crime ocorreu às 19h20 (de MS) no Centro do município. De acordo com boletim de ocorrência, testemunhas disseram à polícia que os disparos foram feitos por dois ou três suspeitos.

Na ocasião, os homens chegaram à academia de carro e, enquanto eles estavam dentro do estabelecimento, uma pessoa ficou de lado de fora. Após os disparos, eles fugiram no carro em direção a Ypeju, no Paraguai. Não há mais informações sobre os feridos.

Foram apreendidos 26 estojos de calibre 7,62 mm e 34 estojos de calibre 5,56 mm. O caso foi registrado como homicídio doloso praticado em concurso de duas ou mais pessoas pela Delegacia de Polícia do município.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Passageiro que se atrasou para check-in não tem direito a indenização
COSTA RICA
Policia Militar captura foragido da Justiça pelo crime de Estupro
CORREÇÃO
Polícia diz que se enganou e assassino de ator e os pais não foi preso
CRIME AMBIENTAL
Comerciante é autuado em R$ 13 mil por derrubar grande quantidade de árvores para exploração da madeira ilegalmente