Menu
Busca terça, 20 de outubro de 2020
PEDRO JUAN CABALLERO

Turista procura a polícia e diz que foi extorquida ao sair de shopping em Pedro Juan

10 março 2016 - 07h45Por Fonte: Dourados News
Uma mulher procurou a polícia na noite de terça-feira (8) depois de ser sequestrada e extorquida por supostos policiais paraguaios. O fato ocorreu em Pedro Juan Caballero, fronteira com o Brasil através de Ponta Porã.

A vítima afirmou aos policiais, que estava fazendo compras num shopping da cidade quando na saída foi abordada por três homens que se passaram por policiais paraguaios e revistaram seu veículo. Sem entender, pediram para que a vítima os seguisse até a delegacia para uma revista melhor.

Ainda de acordo com o boletim de ocorrência registrado na Polícia Civil de Ponta Porã, a mulher que tem 29 anos seguiu o carro dos policiais e que depois de algum tempo foi feito sinal para que a vítima parasse. Um dos suspeitos desceu da viatura e disse para a mulher, que eles queriam dinheiro e que se ela não conseguisse iriam colocar droga dentro do seu veículo e prende-la em flagrante.

A vítima ainda disse que os policiais exigiram R$ 6 mil, mas ela teria dito que não teria todo este dinheiro, momento que em negociação os policiais aceitaram receber R$ 1 mil. Os policiais chamaram um táxi para que a mulher fosse sacar o dinheiro.

Depois de ir a um banco sacar o dinheiro a mulher voltou ao local e não encontrou seu carro que tinha sido levado pelos policiais. Um dos policiais ficou no lugar e recebeu o dinheiro. Após entregou as chaves do carro da vítima e disse que encontraria o veículo na divisa perto da imigração.

A vítima ainda afirma que ao localizar o veículo não encontrou as compras no valor de R$ 2 mil, que foram levadas pelos supostos policiais. A vítima ainda afirmou que foi ameaçada de morte pelos policiais que afirmaram saber onde ela morava e estudava.

OUTRO CASO

Esse é o segundo caso registrado no ano em terras paraguaias na fronteira com o Brasil através de Mato Grosso do Sul. Em janeiro passado, três policiais do país vizinho acabaram afastados de suas funções após denúncia de extorsão por parte de um turista brasileiro.

O episódio ocorreu após um vídeo com o depoimento de um turista morador do Estado de São Paulo viralizar no aplicativo WhatsApp.

De acordo com o relato, eles foram abordados pelas autoridades policiais que indicaram que um dos ocupantes do veiculo se encontrava em situação irregular e foram conduzidos ate uma delegacia da policia paraguaia.

No local, o grupo questionou se não haveria uma maneira de se dar um "jeitinho" para que todos saíssem do local. Eles exigiram o pagamento de R$ 2 mil sob a pena de "armação" contra os turistas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Após afastamento de senador, Barroso retira decisão do plenário do STF
POLÍTICA
Contar protocola na Alems novo pedido de impeachment contra Azambuja
CIDADANIA
Decreto estadual amplia luta contra a homotransfobia
PANDEMIA
OPAs destaca apoio dos Bombeiros à SES no enfrentamento à Covid-19