Menu
Busca domingo, 26 de janeiro de 2020
POLÍCIA

Adolescente acusado de morte de taxista volta a ser apreendido

06 dezembro 2019 - 16h30Por Da Redação

O adolescente de 16 anos, que havia sido liberado por falta de vaga na Unei (Unidade Educacional de Internação) de Dourados, voltou a ser apreendido pelas autoridades. Ele é suspeito de participar do latrocínio (roubo seguido de morte) contra o taxista Ademar Beraldo Pereira, 60 anos, ocorrido no dia 23 do mês passado.

Segundo o site Dourados News, ele participou da reconstituição do crime na última terça-feira (3). A decisão de liberá-lo tinha sido tomada pela 2ª Vara de Caarapó, distante 283 quilômetros de Campo Grande. Para efetuar o crime, os envolvidos se passaram por clientes e contrataram os serviços do taxista no dia 23 de novembro.

Após o sumiço de Ademar, a família acionou a polícia, que começou a fazer as buscas pela região, quando encontraram o corpo do taxista abandonado próximo a pedreira de Caarapó. Ele estava com as mãos e os pés amarrados.

O delegado Anezio Rosa, responsável pelo caso, decidiu fazer a reprodução simulada dos fatos porque havia muitas contradições entre os três assaltantes, pois apesar de confessarem o crime, eles divergem sobre quem esfaqueou a vítima, que foi morta com oito golpes (faca) e ainda teve o corpo queimado no canavial.

Além do adolescente, que foi encontrado em Capitán Bado, foram presos Paulo Ricardo Cáceres de Lima e Claudinei Santos da Silva, ambos com 20 anos. Cáceres foi preso na noite do crime, enquanto que os outros dois foram localizados em uma ação conjunta de policiais paraguaios e agentes da Polícia Civil do Estado.

 

Deixe seu Comentário

Leia Também

DESCASO
Jovem é autuada por maus-tratos por deixar cachorro 'extremamente debilitado', ferido e doente
GERAL
Pequenos negócios tem até o dia 31 para aderir ao Simples Nacional
GERAL
Governo disponibiliza R$ 90 milhões para regiões atingidas por chuvas
FRONTEIRA
Taxista boliviano é preso em MS com cocaína que entregaria no interior de SP