Menu
Busca terça, 19 de janeiro de 2021

Adolescente é baleado na cabeça no interior do Estado

28 junho 2012 - 15h00
CostaRicaemFoco


José Vicente Pereira da Cruz, de 17 anos, mais conhecido como “Toicinho”, foi baleado na cabeça no inicio da semana em Costa Rica (MS).

O adolescente retornava de uma festa em Figueirão (MS), município distante 78 quilômetros de Costa Rica, em companhia da mãe Mailda Pereira Castro, de alguns amigos e da namorada V.A, 17 anos. Quando passavam pelo córrego Cascavel decidiram parar para tomar banho.

No momento em que todos se divertiam, Edson Ferreira de Andrade, 43 anos, pai da namorada do adolescente e o irmão dela, Vanildo Ferreira de Andrade, 19 anos, chegaram ao local em duas motocicletas, transtornados segundo testemunhas.

Os momentos que seguiram foram de desespero e terror de acordo com aqueles que estavam no local. “Ele (Edson) deu um tapa na cara da V.A. e tirou um revólver da cintura, apontou para a cabeça do José Vicente e puxou o gatilho. Ele virou, o tiro acertou a nuca dele, atravessou a cabeça e saiu na testa. A Mailda, mãe dele viu tudo”, relata Alexandre Borges Lemes, 25 anos, que também testemunhou a tentativa de homicídio.

Após atirar no adolescente Edson apontou a arma para a cabeça de Valdivino Pimenta Lemes, 50 anos e puxou o gatilho, mas o revólver falhou e o projétil não saiu. “Eu fiquei apavorado e gritei para o meu tio pular na água, ele mergulhou e quando não tinha mais fôlego voltou. O Edson apontou o revólver novamente para ele e puxou o gatilho, mas graças a Deus o tiro não saiu”, conta Alexandre.

Com medo de morrer Valdivino mergulhou novamente e quando saiu da água, mais uma vez se viu na mira da arma de Edson, que voltou a falhar. “Eu escondi atrás de um toco de árvore e ele puxou o gatilho, quando vi que não saiu tiro saí correndo. O Vanildo, filho dele (Edson) correu atrás de mim com uma faca, mas não alcançou. Nasci de novo”, comemora Valdivino.

Depois de atirar em José Vicente e tentar atirar e esfaquear Valdivino, Edson e seu filho Vanildo, montaram nas motos e foram embora, levando com eles V.A.. Mas antes de fugirem, os acusados rasgaram os pneus da caminhonete em que estavam as vítimas e as testemunhas, para dificultar o pedido de socorro.

“A gente pediu socorro para um caminhão que passava pelo local e o motorista avisou a ambulância e a polícia. A gente estava longe, ficou mais de meia hora esperando e o José Vicente, agonizando no chão”, recorda-se Thaís Cardoso de Souza, 18 anos, amiga do adolescente.

Segundo Thaís a maioria das pessoas que estavam no local, se esconderam no mato existente as margens do córrego quando viram Edson atirar em José Vicente. “Eu achei que ele ia matar todo mundo”, diz Thaís.

Motivos

Edson e Vanildo foram presos no início da tarde por policiais militares de Costa Rica, no local chamado “Bar da Serrinha”, distante 40 quilômetros de Costa Rica. Quando a polícia chegou no bar Edson estava tomando conhaque.

“Eu disse para o meu filho, fiz a burrada agora tenho que assumir. Fiquei transtornado e pedi um conhaque. Na verdade tomei dois”, corrige.

Segundo o acusado, ele atirou em José Vicente porque o adolescente batia em sua filha. “Esse menino era todo errado, mexia com coisa errada. Se envolveu com a minha filha e começou a surrar ela. Pedi para ele parar e sumir, mas foi lá em casa atrás dela. Deu nisso”, justifica.

Vanildo confirma as agressões a sua irmã e diz que ela seria morta, caso seu pai não tomasse atitude. “Ele (José Vicente) não andava sozinho, era um bando, minha irmã ia acabar morrendo”.

O acusado finalizou dizendo: “Eu só peguei a faca para me defender, defender minha irmã e meu pai. Quando meu pai atirou, achei que viriam todos em cima da gente. Eu sabia que a arma não prestava, que podia falhar”.

Edson e Vanildo foram autuados em flagrante por tentativa de homicídio e porte ilegal de arma de fogo. Até serem julgados, pai e filho vão ficar presos na cadeia de Costa Rica, segundo o delegado Cleverson Alves dos Santos.

José Vicente foi encaminhado para a Santa Casa de Campo Grande em estado grave. Segundo Mailda, mãe do adolescente, amanhã ele deve ser submetido a uma cirurgia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pazuello: embarque de vacinas da Índia deve ter solução esta semana
POLÍCIA
Veículos com cigarros e agrotóxicos contrabandeados do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
CORONAVÍRUS
Vacina chega a Mato Grosso do Sul e distribuição aos municípios começa ainda hoje
ECONOMIA
Litro da gasolina sobe R$ 0,15 nas refinarias da Petrobras