Menu
Busca sábado, 26 de setembro de 2020

Cão que ajudou em apreensão recorde de cocaína está sob cuidados

Cão que ajudou em apreensão recorde de cocaína está sob cuidados

10 outubro 2011 - 17h00
G1

O cão farejador 'Nauê', da Polícia Federal, está em tratamento veterinário depois de participar da operação que terminou com uma apreensão recorde de cocaína na Região Nordeste: 530 quilos. Foi o animal, da raça pastor alemão, que identificou, dentre os 3.500 sacos de gessos vistoriados, 30 que possuíam características diferentes dos demais. Devido à grande inalação de gesso, o cachorro está sob cuidados veterinários.

A carga de gesso estava dentro de um contêiner no Porto de Suape, Litoral Sul de Pernambuco, e teria como destino um porto da África. Ao serem abertos os sacos indicados por ‘Nauê’, foram encontrados, no interior de cada um, com 40 quilos de gesso, 15 invólucros com cerca de um quilo de cocaína cada.

O cão farejador 'Nauê', da Polícia Federal, está em tratamento veterinário depois de participar da operação que terminou com uma apreensão recorde de cocaína na Região Nordeste: 530 quilos. Foi o animal, da raça pastor alemão, que identificou, dentre os 3.500 sacos de gessos vistoriados, 30 que possuíam características diferentes dos demais. Devido à grande inalação de gesso, o cachorro está sob cuidados veterinários.

A carga de gesso estava dentro de um contêiner no Porto de Suape, Litoral Sul de Pernambuco, e teria como destino um porto da África. Ao serem abertos os sacos indicados por ‘Nauê’, foram encontrados, no interior de cada um, com 40 quilos de gesso, 15 invólucros com cerca de um quilo de cocaína cada.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MS
Crianças tem sobrenome acrescentado de avô materno após decisão da Justiça em MS
GERAL
Polícia Federal prende prefeitos de Rondônia por suspeita de corrupção
CRISE AMBIENTAL
Papa cita na ONU 'perigosa situação da Amazônia e dos indígenas'
INFORME PUBLICITÁRIO
Universidad Columbia del Paraguay, filial de Pedro Juan, abre matrículas para Medicina