Menu
Busca sexta, 25 de setembro de 2020

Detendo é preso em flagrante por mentir em juízo em Amambai

Detendo é preso em flagrante por mentir em juízo em Amambai

27 janeiro 2012 - 08h32
Agazetanews




Um detento de 25 anos recebeu voz de prisão em flagrante, após mentir em oitiva em juízo na tarde dessa quinta-feira (26) no Fórum de Amambai.

Juliano Pereira, que já era foragido do regime semiaberto do EPAM (Estabelecimento Penal de Amambai) foi preso em julho do ano passado (2011) após praticar furto em uma oficina mecânica e esconder as mercadorias furtadas em um ponto de venda de drogas, também chamado de “boca-de-fumo” que funcionava na região da Vila Jardim Panorama, em Amambai.

De acordo com a polícia, ao ser ouvido pelo Juiz de Direito da 1ª Vara da Comarca de Amambai, Dr. Cesar de Souza Lima, na tarde dessa sexta-feira, Juliano teria apresentado versões opostas do que havia declarado no inquérito policial após ser preso e recebeu nova voz de prisão, desta vez por falso testemunho.

De acordo com o artigo 342, parágrafo primeiro do Código Penal Brasileiro, mentir em juízo com o objetivo de obter prova destinada a produzir efeito em processo penal é crime com pena que varia de 2 a 6 anos de reclusão, mais o pagamento de multa.

Após faltar com a verdade perante juízo, Juliano foi encaminhado do Fórum diretamente para a Delegacia de Polícia Civil de Amambai para ser autuado em flagrante pelo crime de falso testemunho, posteriormente seria mandado de volta ao EPAM, onde permanecerá preso à disposição da Justiça.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
IBGE: 3,4 milhões estavam afastados do trabalho no início setembro
SAÚDE
Média móvel de novos casos de Covid-19 continua alta no MS
PANDEMIA
Internações e óbitos por coronavírus voltam a subir em Mato Grosso do Sul
MEIO AMBIENTE
Força-tarefa conta com mais de 50 homens no combate aos focos de calor no Amolar