Menu
Busca sexta, 22 de janeiro de 2021

Frentista de posto fiscal é preso por contrabando

Frentista de posto fiscal é preso por contrabando

19 junho 2012 - 15h00
Radio Caçula


A Polícia Militar Rodoviária Estadual (PMRE) de Três Lagoas ao fazer rondas às 10h20min desta segunda-feira próximo ao município de Brasilândia-MS, notou na altura do Km 27 que o motorista de um veículo Toyota Corolla que segui no sentido Bataguassu/Três Lagoas, ao presenciar a presença da guarnição fez um retorno brusco com o veículo retornando no sentido Bataguassu em alta velocidade.

No Km 45 da rodovia MS-395, o motorista A.C. informou à guarnição que trabalha como frentista no Posto Fiscal de João André em Brasilândia e que estaria monitorando a rodovia fazendo o trabalho de “Batedor”, para que dois motoristas de caminhões Baú com mercadorias oriundas do Paraguay conseguissem chegar até Brasilândia, pois a passagem dos veículos já estava acertada com um agente fiscal daquela unidade.

TENTATIVA DE SUBORNO

Conforme ainda a ocorrência, o frentista tentou subornar os militares com R$ 4.900 reais que seriam pagos com R$ 900 reais de entrada e outros R$ 4 mil que seriam pagos em sua loja de conveniência localizada em Brasilândia. A polícia deu voz de prisão ao homem e em seguida se dirigiram para o município de Brasilândia, para localizar os caminhões carregados com mantas.

CAMINHÕES E MERCADORIAS APREENDIDAS

Os veículos Mercedes Benz e as mercadorias contrabandeadas foram localizados em um posto de combustível em Brasilândia. Os motoristas R.F.B.J e A.C foram detidos após apresentar notas fiscais da mercadoria sem validade, após verificação junto aos funcionários do Posto Fiscal da região. A polícia também apreendeu com um dos motoristas um rádio comunicador não autorizado pela ANATEL.

PROVIDÊNCIAS

O trio foi trazido para a Delegacia de Polícia Federal de Três Lagoas sob acusação de contrabando. Na delegacia, esteve a dona do veículo C. F. P. A que atua como advogada. A mulher informou a polícia não ter participação no contrabando e que não emprestou o carro ao frentista, e sim, estaria na Polícia Federal para defender o acusado (motorista do carro).

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
Em liberdade e monitorada: onça resgatada em incêndio do Pantanal é devolvida à natureza
GERAL
Governo cria Cadastro Nacional das Organizações Religiosas
SAÚDE
Mais de 30 mortes por coronavírus são registradas em apenas um dia no Estado
PONTA PORÃ
Após receber denúncia de violência doméstica, Polícia Militar prende dupla por porte ilegal de arma