Menu
Busca terça, 15 de outubro de 2019
TRÁFICO

Militar da Aeronáutica é preso com drogas em aeroporto na Espanha

26 junho 2019 - 16h00Por G 1

Um militar da Aeronáutica brasileira foi detido na terça-feira (25) no aeroporto de Sevilha, na Espanha, por transportar drogas em sua bagagem. O Ministério da Defesa e o presidente da República, Jair Bolsonaro, confirmaram a apreensão. O avião fez uma escala em Sevilha e, segundo a agência France Presse, ele levava 39 kg de cocaína divididos em 37 pacotes.

Ele estava em um avião da Força Aérea Brasileira (FAB), segundo a Guarda Civil espanhola.

"Em sua mala, havia apenas drogas", afirmou uma porta-voz da força policial em Sevilha. O militar se apresentou ante um tribunal nesta quarta-feira (26), acusado de cometer delito contra a saúde pública, uma categoria que inclui o tráfico de drogas na Espanha.

Em nota à imprensa, o Ministério da Defesa afirmou que o caso está sendo investigado: "Os fatos estão sendo apurados e foi determinada a instauração do Inquérito Policial Militar (IPM)".

Investigação

O presidente Jair Bolsonaro faria escala no mesmo aeroporto de Sevilha na viagem rumo ao Japão, para participar de reunião de cúpula do grupo das 20 maiores economias do mundo (G20). Entretanto, a escala foi alterada para Lisboa e não há informações sobre os motivos da mudança. O voo presidencial decolou na terça-feira à noite para Osaka.

No Twitter, o presidente Jair Bolsonaro comentou o caso dizendo que os militares são pessoas formadas "nos mais íntegros princípios da ética e da moralidade" e que "caso seja comprovado o envolvimento do militar nesse crime, o mesmo será julgado e condenado na forma da lei".

O presidente declara, ainda, ter determinado ao ministro da Defesa, o general do Exército Fernando Azevedo e Silva, a "imediata colaboração com a Polícia Espanhola na pronta elucidação dos fatos, cooperando em todas as fases da investigação, bem como instauração de inquérito policial militar".

O comunicado do Ministério da Defesa afirma também que: "O Ministério da Defesa e o Comando da Aeronáutica repudiam atos dessa natureza e darão prioridade para elucidação do caso, aplicação dos regulamentos cabíveis, bem como colaboram com as autoridades."

Deixe seu Comentário

Leia Também

POLÍTICA
Presidente do PSL é alvo de operação da PF
ALERTAS
Primavera é estação com maior incidência de tempestades; confira dicas da Defesa Civil para ocorrências
FUTEBOL
Sete jogos fecham hoje 29ª rodada da Série B do Brasileirão
IMUNIZAÇÃO
Iagro define calendário de vacinação contra febre aftosa em Mato Grosso do Sul