Menu
Busca segunda, 26 de outubro de 2020

Mulher morre em acidente na BR-163 ao pegar carona na saída de baile

Mulher morre em acidente na BR-163 ao pegar carona na saída de baile

11 janeiro 2016 - 09h30Por CG News
Uma mulher, ainda não identificada, morreu e um jovem de 21 anos ficou ferido em acidente envolvendo uma moto é um ônibus na manhã deste domingo (10), na BR-163, km 255, entre o trevo do DOF (Departamento Operacional de Fronteira) e trevo da Bandeira, em Dourados.


Conforme informações do Portal 94FM, o condutor do ônibus disse a polícia que estava indo parar a rodoviária de Dourados para fazer a troca de motorista, quando viu "apenas o vulto da motocicleta" e não conseguiu evitar a colisão.

A moto era pilotada por Jean Douglas Balbino Araujo, de 21 anos, que levava de carona uma mulher que foi arremessada na ribanceira da rodovia, e morreu na hora. Ela ainda não identificada, porque o motociclista afirmou que não conhece a mulher, e apenas estava dando uma carona pra ela, depois de saída de um baile.

Ainda segundo o portal, o ônibus da empresa Ouro e Prato, conduzido por um motorista de 40 anos, morador em Dourados, saiu do Rio Grande do Sul, e tinha como destino a cidade de Santarém (PA), bateu na traseira de uma moto Honda/CG 125 da cor azul, placa de Dourados.

O condutor da moto foi socorrido pela empresa CCR MS Vias, administradora da rodovia, e encaminhado ao Hospital da Vida. O corpo de mulher foi encaminhado para uma empresa funerária, esperando reconhecimento de familiares. No ônibus havia 41 passageiros e nenhum ficou ferido. A polícia investiga as causas do acidente.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PANDEMIA
Com novos testes positivos, casos de Covid-19 continuam crescendo em todo o MS
TRÁFICO
Motorista de guincho suspeita de contratante, aciona polícia e droga é encontrada dentro de carro em MS
SERVIDOR
Sonho que virou realidade, piloto da PM tem orgulho em servir a sociedade
CRIME AMBIENTAL
Polícia Militar Ambiental de Mundo Novo localiza e autua um pescador e autuará outro que divulgaram vídeo e fotos nas redes sociais praticando pesca predatória