Menu
Busca sexta, 30 de outubro de 2020

Operação prende grupo suspeito de vender carne roubada em MS

Operação prende grupo suspeito de vender carne roubada em MS

22 março 2016 - 09h45Por G1 MS
Uma operação da Polícia Civil prendeu 16 pessoas suspeitas de crimes como roubos e furtos em Campo Grande. Entre os suspeitos está um grupo que teria desviado 15 toneladas de carne de uma transportadora. A carga foi avaliada em R$ 150 mil. Os presos foram apresentados nesta segunda-feira (21) na Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf).

As prisões ocorreram durante a primeira etapa da operação PCMS-2016, realizada entre os dias 17 e 19 de março. Cerca de 100 policiais fizeram ações repressivas com abordagens de pessoas e veículos suspeitos em 19 bairros. A ação foi planejada com base nas estatísticas que indicam maior incidência de roubos em cada área, considerando os horários.


Na ação, os policiais também apreenderam uma adolescente de 16 e fizeram conduções de pessoas por dirigir veículo sob efeito de álcool e descumprimento de ordens judiciais em regime semiaberto. Eles ainda recolheram drogas e motocicletas em situação irregular.

Roubo de carne

Segundo o delegado titular Luis Alberto Ojeda, da Derf, cinco pessoas participavam do esquema de desvio e venda de carne roubada no comércio da capital sul-mato-grossense. O motorista do caminhão que fazia o transporte do produto, inclusive, foi preso na operação. Ele trabalhava para uma transportadora paranaense.

O delegado explicou ao G1 que, após o desvio, motorista escondeu a carga em um depósito de Campo Grande e registrou um boletim de ocorrência por roubo. Em seguida, os comparsas passaram a oferecer o produto nos comércios da cidade sem documentação, o que levantou a suspeita da polícia. O grupo foi preso no sábado (19).

Ao G1, o delegado Carlos Delano, também da Derf, acrescentouque a carga seria transportada para o interior de Santa Catarina e foi avaliada em R$ 150 mil. Ele disse que além de vendedores, os comparsas eram responsáveis por armazenar o produto no depósito. A suspeita é de que o desvio tenha ocorrido mais de uma vez.

Crimes

De acordo com a Polícia Civil, o elevado número de crimes ocorridos em determinadas áreas da capital de Mato Grosso do Sul, como roubos e outros que afetam a ordem pública, tem exigido a intensificação de ações policiais.

A corporação considera o policiamento rotineiro como insuficiente para enfrentamento desses delitos, sendo necessária a atuação da Polícia Civil em conjunto com outras instituições de segurança pública para manter a segurança da população.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERVIDOR
Governo deposita salários de servidores nesta sexta-feira, dia 30
ECONOMIA
Ministra da Agricultura diz que nova safra pode reduzir preço do arroz
TEMPO
Previsão é de sol entre nuvens e máxima de 30°C para esta sexta-feira
JUSTIÇA
Pandemia mostrou que o Judiciário pode mudar, diz ministra