Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020

Polícia investiga se houve maus-tratos em abrigo depois de morte de bebê

Polícia investiga se houve maus-tratos em abrigo depois de morte de bebê

31 maio 2016 - 11h00Por Agência Brasil
A Delegacia Especializada de Proteção à Criança e ao Adolescente (DEPCA) investiga a morte de um bebê de dois meses depois de a mãe ter registrado um boletim de ocorrência, suspeitando de maus-tratos.

Segundo o registro policial, o menino estava em um abrigo do bairro Vilas Boas depois de decisão judicial. No dia 27 deste mês, ele passou mal e foi levado para a Santa Casa, onde morreu no dia seguinte. O laudo médico apontou que se tratava de um caso de pneumonia.

Mas para a mãe, Rosane Gislene Cabral, de 37 anos, o bebê não estava sendo devidamente atendido no abrigo.

O delegado Paulo Sérgio Lauretto informou que o corpo foi levado ao Instituto de Medicina e Odontologia Legal (Imol) para exame necroscópico. "Vamos ver se tem algo para ser apurado".

Segundo Lauretto, inquérito será instaurado e as pessoas que tiveram contato com o menino tanto na Santa Casa quanto no Abrigo serão serão chamadas para prestarem depoimento.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Dono de veículo com irregularidade no gravame será indenizado por danos morais
ECONOMIA
BC aprova 762 instituições para ofertar o Pix a partir de novembro
SAÚDE
Taxa de contágio se mantém estável, mas sobe número de internações por coronavírus
ORDEM DO DIA
Deputados aprovam projeto sobre contrato de transporte escolar