Menu
Busca sábado, 23 de janeiro de 2021

Sistema descobre desvio de energia e identifica fraude em escola

Sistema descobre desvio de energia e identifica fraude em escola

24 maio 2012 - 18h35Por Dourados Agora
Este foi o cenário revelado em Nova Andradina logo depois das inspeções no município da região sul do Estado, que tem um dos maiores índices de desvio de energia elétrica. O prejuízo anual decorrente das fraudes e ligações clandestinas na cidade chega à casa de R $ 12 milhões, o equivalente a dez por cento do que é contabilizado em toda a área de concessão da Enersul.

A Operação realizada da semana para cá em Nova Andradina já descobriu, pelo menos, uma irregularidade a cada três unidades consumidoras vistoriadas. As fraudes envolveram 49 estabelecimentos, entre eles supermercados, postos de combustíveis, panificadoras, franquias de renome nacional e até uma escola. A fiscalização que contou com o trabalho de peritos da Polícia Civil levou 20 pessoas a prestar depoimento no Distrito Policial da cidade e 4 delas foram indiciadas judicialmente. O nome da escola não foi divulgado.

O furto de energia afeta toda a sociedade. Em nota oficial, o Departamento de Comunicação da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul destaca que, em razão dessas fraudes, “a fatura da energia elétrica dos consumidores é majorada em 7% em razão do rateio por conta dos desvios fraudulentos”, esclarece.

Para que a sociedade não pague pelas ações dos fraudadores, a Enersul tem investido cada vez mais nos equipamentos de detecção de desvio de energia. Um novo sistema, implantado nas suas subestações, permite detectar diferenças entre o volume de energia fornecido para uma determinada região e a quantidade de energia que lá é faturada. Constatada a diferença, as equipes de fiscalização são orientadas a inspecionar o exato local em que está havendo o desvio. Com isso, as equipes têm maior assertividade, num menor espaço de tempo.

O novo sistema de checagem à distância está implantado em 100% dos 73 municípios que compõem a área de concessão da Enersul. Graças a ele e ao empenho da Polícia Civil, a "Operação Curto-Circuito", tem apresentando grandes resultados. Por isso, o combate ao furto e à fraude prosseguirá. As próximas cidades já estão mapeadas e a estratégia de fiscalização concluida e, inclusive, contando com um importante aliado: a denúncia da comunidade local contra essa prática ilegal. As ligações podem ser feitas por meio do 0800 722 7272 da Enersul. A ligação é gratuita, inclusive para telefone celular.

Deixe seu Comentário

Leia Também

ECONOMIA
Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas
PONTA PORÃ
Após tentativa de homicídio, Polícia Militar apreende submetralhadora 9mm
SAÚDE
Boletim Covid-19 deste sábado registra óbitos em 12 municípios
REGIÃO
PMA autua dois em R$ 3 mil por abandonar cachorro em estrada