Menu
Busca domingo, 09 de agosto de 2020

06 outubro 2011 - 16h20
Divulgação (TP)

O senador Delcídio do Amaral(PT/MS) não tem dúvida de que a decisão do Congresso de aprovar, por unanimidade, o projeto-de-lei que reajusta em 50% as tabelas de enquadramento das micro e pequenas empresas no Simples Nacional (Supersimples) vai beneficiar não só os micro e pequenos empresários mas todo o país.

“Na semana passada, nós aprovamos a proposta na Comissão de Assuntos Econômicos(CAE) e trabalhamos para que ele fosse aprovada também pelos demais parlamentares. O paísl precisa, efetivamente, fazer um esforço grande para trazer quem produz e emprega para a formalidade. Todo mundo quer pagar imposto, mas não pode pagar valores que inviabilizem o seu negócio. As pequenas empresas têm um papel muito importante no Brasil. Alguns governadores estavam preocupados com a queda de arrecadação, mas eu não tenho dúvida nenhuma de que o efeito será justamente o contrário. Com a ampliação dos limites do Supersimples e o conseqüente aumento do numero de empresas que deixarão a informalidade, os estados vão arrecadar mais”, acredita o senador, que preside a CAE. Pelo projeto, o reajuste das tabelas deve valer a partir de 1º de janeiro de 2012. Para que ele entre em vigor, falta apenas a sanção da Presidenta da República.

Com o ajuste de 50% nas tabelas de tributação, a receita bruta anual máxima para que as microempresas possam optar pelo regime simplificado passa de R$ 240 mil para R$ 360 mil por ano. Para a pequena empresa, a nova faixa de enquadramento irá de R$ 360 mil até o teto de R$ 3,6 milhões. O projeto também amplia o limite para o Empreendedor Individual de R$ 36 mil para R$ 60 mil anuais.

O projeto autoriza ainda o parcelamento dos débitos tributários dos optantes do Simples Nacional, com prazo de até 60 meses. A medida se aplica aos tributos federais, municipais e estaduais sujeitos a alíquota única do Simples Nacional.


Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL
Missa no Rio homenageia os mais de 100 mil mortos por covid-19
POLÍTICA
Bolsonaro convida Temer para chefiar missão humanitária no Líbano
ASSASSINATO
Ex-lutador de MMA é assassinado a tiros ao lado da esposa, na fronteira de MS com o Paraguai
OPORTUNIDADES
JBS oferece mais de 600 vagas em Dourados e mais cinco cidades 08 agosto 2020 - 19h40Por Da Redação