Menu
Busca segunda, 06 de abril de 2020

Mato Grosso do Sul lidera desigualdade salarial entre homens e mulheres

14 novembro 2015 - 10h30Por Correio do Estado
Em Mato Grosso do Sul, a mulher recebe, durante um ano, quase R$ 10 mil a menos que o homem.

Essa disparidade proporciona ao Estado a liderança nacional em desigualdade salarial entre os gêneros. Conforme a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad) 2014, divulgada ontem pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a remuneração média da trabalhadora sul-mato-grossense era, no ano passado, de R$ 1.474, valor que corresponde a 65,03% do rendimento masculino, de R$ 2.265.

Segundo o IBGE, em 2014, o rendimento médio mensal em Mato Grosso do Sul era de R$ 1.931. Esse montante apresentou leve recuo em relação ao do ano anterior, quando era de R$ 1.935. Pesou nessa queda a retração do salário médio das mulheres – passou de R$ 1.565 para R$ 1.473 de 2013 a 2014, variação de -5,87%.
Já a remuneração masculina subiu, no mesmo período, 2,86%, de R$ 2.202 para R$ 2.265.

Deixe seu Comentário

Leia Também

BRASIL
Combate à pandemia mobiliza voluntários em diversas frentes
PARCERIA
Senai conserta respiradores estragados
MUNDO
Papa inicia Semana Santa com celebração sem presença de fiéis
SAÚDE
Saiba como se exercitar em casa durante a quarentena