Menu
Busca quinta, 22 de outubro de 2020

Mulher com gestação de risco deve receber remédio do Estado, determina Justiça

Mulher com gestação de risco deve receber remédio do Estado, determina Justiça

15 abril 2016 - 10h00Por Correio do Estado
Por unanimidade, desembargadores da 4ª Seção Cível do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul (TJ/MS) concedeu à gestante diagnosticada com trombofilia do tipo congênita, com gestação classificada como de alto risco, o direito de receber do Estado o medicamento Enoxaparina, que deve ser usado até 45 dias após o nascimento do bebê.

Em razão da gestação de risco, desde o início foi submetida ao remédio solicitado em dose diária para garantir o desenvolvimento regular da gravidez. Por ser portadora de critérios para trombofilia, realizou vários exames em que se constataram alterações que põem em risco a saúde tanto dela quanto de seu bebê. Assim, deve fazer uso do medicamento até 45 dias após o parto, previsto para meados de agosto de 2016.

Segundo a mulher, o médico prescreveu o uso diário do medicamento e ela não possui condições financeiras para adquiri-lo em razão do alto custo. Sendo assim, entrou com pedido de concessão da liminar e, ao final, a concessão da segurança.

O Estado alegou que a mulher não tinha direito ao remédio, porém, a Procuradoria-Geral de Justiça emitiu parecer favorável à justiça, de que o estado banque o medicamente.

Para o relator do processo, Júlio Roberto Siqueira Cardoso, a necessidade do tratamento e a falta de condições de comprá-lo já estão comprovadas. Sendo assim, o desembargador ressalta que a saúde é direito fundamental da gestante.

Deixe seu Comentário

Leia Também

JARDIM
Polícia Militar Ambiental de Jardim fiscaliza o rio da Prata e Formoso onde a pesca é proibida e apreende petrechos ilegais
SAÚDE
ANS: 59% das queixas sobre covid-19 são para exames e tratamentos
REGIÃO
Polícia Militar Ambiental de Aquidauana flagra e autua infrator por incêndio em resíduos domésticos em terreno baldio
NAVIRAÍ
Boca de fumo é descoberta e um adolescente e dois homens são detidos pela Polícia Civil