Menu
Busca quinta, 24 de setembro de 2020

Mutirão vai beneficiar trabalhadoras do Assentamento Itamarati

Mutirão vai beneficiar trabalhadoras do Assentamento Itamarati

23 novembro 2011 - 16h30
Midiamax


Na próxima terça-feira (29), moradoras do Assentamento Itamarati recebem atendimento de vários órgãos públicos que prestam serviços à comunidade. O mutirão será realizado das 8h às 16h, na Escola Estadual do Assentamento Itamarati II, e conta com emissão de carteira de identidade (apenas 30 unidades), CPF, Carteira de Trabalho, Atendimento do INSS, atendimento da Defensoria Pública, Foto 3X4 e fotocopias de documentos.

No caso das carteiras de identidade, serão confeccionadas somente 30 unidades, somente 1ª via para pessoas acima de 16 anos. A emissão do CPF será apenas 1ª via e, para quem tiver acima de 18 anos, levar o título de eleitor. A Carteira de Trabalho será emitida para pessoas acima de 14 anos.

Um dos serviços importantes que serão oferecidos gratuitamente para os moradores do Assentamento Itamarati é o atendimento do INSS. Funcionários do órgão federal repassarão esclarecimentos sobre inscrição e também os benefícios. A Defensoria Pública providenciará, gratuitamente, atendimentos no setor jurídico. As fotografias 3X4 serão feitas apenas para a emissão de documentos.

Os organizadores informam que as pessoas interessadas na confecção de documentos deverão levar certidões de nascimento ou casamento (documento original) e comprovante de residência.

O Programa Nacional de Documentação da Trabalhadora Rural será desenvolvido em parceria do Ministério do Desenvolvimento Agrário, INCRA, Prefeitura Municipal de Ponta Porã (Secretaria de Turismo, Integração e Desenvolvimento Sustentável).

Deixe seu Comentário

Leia Também

JUSTIÇA
Acusação indevida de assédio moral gera indenização
PONTA PORÃ
Caminhões com 120 bovinos trazidos ilegalmente do Paraguai foram apreendidos pelo DOF
MEIO AMBIENTE
Infratora é autuada em R$ 56 mil por incêndio em madeira que se alastrou para pastagem
COMBUSTÍVEIS
ANP realiza mais de 7,4 mil fiscalizações no semestre