Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020

Sistema Famasul discute com Governo, Fiems e Fecomércio a integração de dados

29 janeiro 2016 - 10h00
O Sistema Famasul – Federação da Agricultura e Pecuária de MS participou de uma reunião com a Semade (Secretaria Estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico) e representantes da área econômica da Fiems (Federação das Indústrias) e Fecomércio (Federação do Comércio de Bens, Serviços e Turismo) para discutir a possibilidade da criação de um banco de dados integrado.

O Sistema Famasul foi representado pela gestora do Departamento de Economia, Adriana Mascarenhas, que explica a finalidade do projeto.

“A proposta é integrar informações. Primeiramente, fazer um levantamento de todos os produtos econômicos de cada entidade e, assim, viabilizarmos o compartilhamento desses dados. Além de ser uma iniciativa que prioriza ações estratégicas para nosso Estado, entendemos que muitas ferramentas que uma instituição produz podem ajudar as demais, o que economiza, em muitos casos, tempo e mão de obra”, afirma Adriana.

A reunião aconteceu na sede da Semade, onde os representantes foram recepcionados pelo secretário estadual de Meio Ambiente e Desenvolvimento Econômico, Jaime Verruck, que apresentou as ferramentas e os indicadores econômicos catalogados, produzidos e divulgados pela pasta. Conforme o secretário, as informações abrangem tanto a cadeia produtiva quanto dados sociais.

Todos os representantes das federações que representam os setores econômicos de MS também apresentaram suas pesquisas, bancos de dados e compartilharam informações e sugestões para aprimorar o projeto e sua utilização conjunta, primordial para a tomada de decisões tanto do poder público quanto da iniciativa privada.

A economista Adriana Mascarenhas comentou a respeito dos informativos do Sistema Famasul, do trabalho de acompanhamento de safra, das produções e divulgações do VBP – Valor Bruto da Produção, do PIB, dos boletins e do acompanhamento de preço no mercado.

Além disso, a representante do Sistema Famasul sugeriu na reunião a criação de uma matriz de informações setores estratégicos, como o de florestas plantadas, bovinocultura de corte e de leite e cana-de-açúcar.

O grupo também avaliou a realização de coleta de dados da suinocultura, avicultura e turismo.

De acordo com Jaime Verruck, os dados são uma excelente fonte de pesquisa e de tomada de decisões para os mais diversos setores. “A troca de informações técnicas na área econômica é vital para a tomada correta de decisões, tanto no setor privado como na gestão pública. Queremos que nossos dados sejam fonte de consulta precisa”, explica.

Participaram do encontro os assessores econômicos Regiane Oliveira e Nilde Brum, da Fecomércio; Ezequiel Martins, da Fiems, e Eleandres Saldanha, coordenador do Banco de Dados e Estatística da Semade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SERVIDOR
Governador anuncia promoção de 3,7 mil servidores civis e militares
ECONOMIA
Sancionada lei de incentivos fiscais para montadoras de veículos
POLÍTICA
Mourão diz que posição do governo não é por uma Constituinte
ECONOMIA
Governo pretende economizar R$ 97 milhões com licitação centralizada