Menu
Busca quinta, 29 de outubro de 2020

Em busca de netas, mãe de japonesas embarca e deve chegar ao país no domingo

Em busca de netas, mãe de japonesas embarca e deve chegar ao país no domingo

08 janeiro 2016 - 09h26Por Correio do Estado
Já está a caminho de São Paulo e deve chegar ao Japão nos próximos dias Maria Amarília Maruyama, mãe das jovens campo-grandenses Akemy e Michelle Maruyama, de 27 e 29 anos, assassinadas no dia 30 de dezembro na cidade de Handa, perto de Tóquio.

Depois de doações, Maria conseguiu as passagens de ida e volta para o Japão. Ela embarcou no Aeroporto Internacional de Campo Grande por volta das 6 horas de hoje.

Ela chegará em São Paulo ainda nesta manhã e irá para o Consulado do Japão, onde deve ter ajuda para finalizar o processo para obter o visto japonês. Assim que o documento sair, ela embarcará para o Japão. A previsão é que ela embarque em voo de domingo (10) com destino a Nagoya.

O objetivo de Maria é trazer os corpos das filhas assassinadas e também buscar as netas, de 5 e 7 anos, que estão em abrigo japonês.

CASO

As filhas de Maria, Michelle, 29 anos, e Akemy, 27 anos, foram assassinadas em Handa, cidade que fica a cerca de 330 quilômetros da capital Tóquio, no dia 30 de dezembro de 2015. O principal suspeito do crime é o ex-marido de Akemy, o peruano Tony La Rosa, que está preso.

Segundo informou fontes que auxiliam Maria a lidar com a burocracia entre os países, somente ela está autorizada a ver as netas de 5 e 7 anos no abrigo. O pai de Tony La Rosa, suspeito do assassinato, também manifestou interesse em obter a guarda das crianças.

Caso seja possível garantir toda a documentação para requerer a guarda das meninas a partir do Brasil, o processo deve ser mais ágil. Se for preciso dar entrada na justiça japonesa, a decisão deve demorar meses.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPERAÇÃO DIVISAS INTEGRADAS III
Polícia Militar prende, em flagrante, homem por agredir e ameaçar com uma faca sua ex-esposa em Paranaíba
JUSTIÇA
Aluno que passou mal após ingerir merenda estragada será indenizado
CAMPO GRANDE
Eletricista que deixou 10 bairros sem comunicação é preso furtando fios de telefonia
LEGISLATIVO
Deputado Neno Razuk solicita recursos para atender Associação de Piscicultores de Amambai