Menu
Busca sexta, 27 de novembro de 2020

Sindicato dos jornalistas de MS repudia violência contra profissionais no Estado

Sindicato dos jornalistas de MS repudia violência contra profissionais no Estado

15 fevereiro 2012 - 15h50
Campograndenews

Ontem (14), em manifesto público, a diretoria executiva do Sindjor-MS (Sindicato dos Jornalistas de Mato Grosso do Sul), repudiou ações de violência contra profissionais no Estado.

A instituição afirma defender “fervorosamente” a liberdade de expressão como valor da democracia e reprova tentativas de desrespeito que visem coibir o exercício da profissão.

Integrantes da diretoria, segundo o documento, se solidariza com profissionais vítimas de violência e pede às famílias que formalizem junto à instituição relatos dos casos, para que estes possam ser encaminhados à Comissão Nacional de Direitos Humanos e Liberdade de Imprensa, da Fenaj (Federação Nacional dos Jornalistas Profissionais).

Assassinato – Na madrugada deste domingo (12), o jornalista Sul-Mato-Grossense Paulo Roberto Cardoso Rodrigues, o Paulo Rocaro, como era conhecido, foi executado a tiros em Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

Paulo Rocaro levou cinco tiros de pistola 9 mm, dentro do carro, quando trafegava pela avenida Brasil. O jornalista chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu em um hospital da cidade.

Segundo a polícia, o crime pode ter motivações políticas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

TEMPO
Como fica o tempo no fim de semana?
VIOLÊNCIA NA FRONTEIRA
Corpos de três brasileiros e um paraguaio são encontrados com sinais de tortura na fronteira
NOTÍCIAS
Saiba como solicitar antecipação de julgamento e sustentação oral em sessões do TJMS
DETRAN-MS
Ponta Porã recebe sistema para pagamento de guias com cartões de débito