Menu
Busca quarta, 30 de setembro de 2020

de intenções é de Eduardo Gaúna, candidato a presidente da ACEPP

de intenções é de Eduardo Gaúna, candidato a presidente da ACEPP

14 fevereiro 2012 - 16h05
Divulgação (TP)




O comerciante Eduardo Gaúna, candidato a presidente da Associação Comercial e Empresarial de Ponta Porã (ACEPP), pela chapa Novos Tempos fez uma visita ao secretário de Turismo e Desenvolvimento Sustentável da Prefeitura Municipal de Ponta Porã, Marcelino Nunes de Oliveira.

No encontro, que durou cerca de 40 minutos, Gaúna entregou ao secretário uma relação de ações e iniciativas que pretende adotar caso seja eleito presidente da ACEPP. Entre os itens relacionados no programa de intenções de Eduardo Gaúna, figuram a criação de um Centro Turístico, que vai permitir aos comerciantes apresentarem seus produtos, bem como vai orientar os turistas sobre as características da fronteira Ponta Porã/Pedro Juan Caballero; o estabelecimento de parcerias com o comércio paraguaio; a implantação de um site que vai facilitar a vida dos comerciantes com pesquisas atinentes às suas áreas de atuação, além de possibilitar o acesso mundial a informações sobre o comércio fronteiriço; incrementar a feira anual do comércio a Porã Mix, com a inclusão de uma praça de alimentação com comidas típicas e a apresentação de bandas e músicos locais e de outras regiões.

Ainda dentro das propostas apresentadas por Eduardo Gaúna está a construção de uma sede social e recreativa; a celebração de convênios que ofereçam apoio logístico aos comerciantes e também capacitação para os funcionários.
Outro projeto da diretoria que pretende assumir a Associação Comercial a partir de abril deste ano, está a criação e implantação de um banco cooperativo, que agilizará a abertura de novas linhas de crédito para investimentos no comércio de Ponta Porã.

O secretário Marcelino Nunes mostrou-se satisfeito com a iniciativa de Eduardo Gaúna e destacou que Ponta Porã precisa de ações do setor privado para que a cidade efetivamente sinta o aquecimento de sua economia. Ele admitiu que o Poder Público tem por obrigação agir de forma que seja possível incrementar os diferentes setores da economia, “mas quando a iniciativa parte do setor privado os resultados sempre surgem com maior rapidez”, completou.

Marcelino Nunes desejou sorte a Eduardo Gaúna na implantação de seus projetos e colocou-se à disposição para uma eventual parceria com o Poder Público municipal.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pesquisa comprova que covid-19 é também doença vascular
ECONOMIA
Criação de empregos em agosto atinge melhor nível em nove anos
SERVIDOR
Governo deposita salários de servidores nesta quinta-feira
SAÚDE
Covid-19: Anvisa reduz exigências para análise de registro de vacinas