Menu
Busca sábado, 16 de janeiro de 2021

Correios instala Agências Comunitárias nas aldeias Jaguapiru e Bororó em Dourados

05 julho 2012 - 09h37Por Assessoria
Os Correios inauguram nesta sexta-feira, 06, as Agências Comunitárias Jaguapiru e Bororó, em Dourados. Os dois novos pontos de atendimento tem algo de inédito: são as duas primeiras agências dos Correios a funcionar no interior de comunidades/reservas indígenas.

Com a implantação dessas Agências, a população indígena Jaguapiru-Bororó terá à disposição os serviços postais dos Correios para envio e recebimento de cartas e encomendas, telegramas, aerogramas e venda de selos. Somadas, as aldeias indígenas Jaguapiru e Bororó têm cerca de 14 mil habitantes, número que é superior à população de 33 dos 79 municípios de Mato Grosso do Sul.

Parceria e Cidadania - A instalação das Agências Comunitárias é uma parceria entre as representações indígenas, a Fundação Nacional do Índio – Funai, a Prefeitura de Dourados, por meio de sua Procuradoria, o Ministério Público Federal - MPF e os Correios.

As AGC são a forma como os Correios se fazem presentes em localidades com menos de 500 habitantes e nos distritos de municípios, e agora, também nessas aldeias indígenas. Pelo modelo de parceria, as prefeituras cedem o espaço físico e um funcionário para realizar os serviços de atendimento. No caso das Agências Comunitárias Jaguapiru-Bororó, serão os próprios indígenas que farão a entrega das correspondências.

A ação inédita dos Correios “junta-se à oferta de saúde e educação públicas e promove dignidade e cidadania aos povos indígenas, por meio da inclusão postal”, ponderou João Rocha, diretor regional dos Correios em Mato Grosso do Sul. “Futuramente esperamos que também se concretize a inclusão bancária, com a transformação em médio prazo destas AGCs em unidades próprias de atendimento com Banco Postal, no interior das aldeias”, completou.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CUIDADO
Janeiro Branco e os cuidados com saúde emocional em meio a uma pandemia
SELVÍRIA
Paulista é autuado por derrubada de árvores e incêndio ilegal da vegetação nativa
CORONAVÍRUS
Em 24 horas MS registra 1.316 exames positivos de Covid-19 e 13 mortes
JUSTIÇA
Senacon adotas medidas para combater comércio de vacinas falsificadas