Menu
Busca domingo, 24 de janeiro de 2021

Moradores de bairro encontram lixo hospitalar em rua de Campo Grande

Moradores de bairro encontram lixo hospitalar em rua de Campo Grande

28 maio 2012 - 16h30
G1 MS


Remédios com data de validade vencida, alguns há pelo menos dois anos, foram descartados irregularmente em uma estrada de terra que liga o bairro Dom Antônio Barbosa ao lixão de Campo Grande. Moradores do bairro afirmam ter encontrado o material no último domingo (27).
Entre os materiais, estão ampolas de injeções, comprimidos, antibióticos, pomadas e seringas com agulhas. Ainda não se sabe a origem dos medicamentos. "Tem muita criança que brinca aqui, então tem risco de alguma delas pegar um remédio desses e colocar na boca, ou manusear uma agulha contaminada", diz o morador do bairro, José Ferreira.
O descarte de lixo hospitalar já ocorreu outras vezes no bairro, segundo os moradores. Na mesma região, em 2010, foram encontradas embalagens e medicamentos no meio da rua. O material havia saído de um hospital em Campo Grande. À época, a Vigilância Sanitária foi chamada e informou que o hospital era o responsável pela coleta das embalagens.
O G1 entrou em contato com a Vigilância Sanitária do Município, que informou não ter conhecimento desta denúncia até a manhã desta segunda-feira (28). A vigilância se responsabilizou a investigar o caso e apurar as circunstâncias em que o lixo hospitalar foi despejado no local, além de tentar identificar o estabelecimento responsável por esse descarte irregular.
A Vigilância Sanitária também informou que ainda hoje pretende ir até o local onde o lixo foi encontrado e acionará também a Secretaria Municipal de Infraestrutura, Transporte e Habitação (Seintrha) para fazer a retirada do material, já que está em via pública. Caso seja identificado, o estabelecimento será autuado por irresponsabilidade no destino do lixo hospitalar.

Deixe seu Comentário

Leia Também

EDUCAÇÃO
Segunda etapa do Enem acontece neste domingo
LOTERIA
Apostador de Fortaleza acerta os seis números sorteados na Mega-Sena
TEMPO
Domingo com períodos de sol e ar abafado em Mato Grosso do Sul
ECONOMIA
Pendências com o Simples atingem quase dois terços das empresas