Menu
Busca terça, 29 de setembro de 2020

Título Interno

11 outubro 2011 - 23h43
Redação (TP)

O Brasil mostrou um futebol horrível, sem criatividade e com falta de conjunto, mas no segundo tempo aconteceu a superação do time, mas individualmente,mesmo jogando com um jogador a menos e conquistou uma grande virada diante do México em Torreón.

Depois de sair em desvantagem na etapa inicial com gol contra de David Luiz, a seleção brasileira empatou com Ronaldinho em cobrança de falta e chegou à virada com Marcelo, após jogada individual.

Os mexicanos tiveram poucas oportunidades na etapa final, e em uma delas Jefferson fez importante defesa após cabeçada do Chicharito Hernández.

Os jogadores comemoraram bastante o resultado, já que a seleção vem recebendo muitas críticas pelas atuações irregulares.

Aos 48 minutos do segundo tempo, no final dos acréscimos, o técnico Mano Menezes, que sempre demora muito pra mexer no time tira Ronaldinho, que sai aplaudido pelos mexicanos, e coloca o ex-São paulino Hernanes, que apenas entrou em campo e ouviu o apito final do árbitro, que por sinal foi um desastre a parte com os seus erros.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Com proximidade de novo feriado, SES alerta que Covid não está controlada no Estado
ECONOMIA
Confiança dos Serviços cresce 2,9 pontos em setembro, diz FGV
O índice chegou a 87,9 pontos, em uma escala de zero a 200 pontos
POLÍTICA
Bolsonaro diz que está aberto a sugestões para recuperação da economia
JUSTIÇA
Paciente atendida em rede particular deve arcar com despesas da internação