Menu
Busca quarta, 27 de janeiro de 2021

Vitamina C é o novo milagre contra as rugas

Vitamina C é o novo milagre contra as rugas

18 maio 2012 - 08h13Por Band
Você já deve ter lido sobre inúmeros produtos que prometem acabar com as rugas. A boa notícia é um ingrediente simples e supostamente milagroso, garante um resultado eficaz: a vitamina C.

De acordo com informações publicadas pelo jornal britânico “Daily Mail”, a indústria da beleza já sabe faz tempo que esta vitamina - tanto na comida como em forma de creme - é vital para a saúde da pele. Os nutrientes ajudam a formar o colágeno e a elastina, que são essenciais para manter a pele firme e jovem. Ela também age como um antioxidante para proteger os efeitos dos raios UV, da poluição ou de uma dieta desequilibrada.

No entanto, a vitamina C foi deixada de lado por muitos anos pelas companhias cosméticas, que estavam em busca de novos ingredientes como açaí, glicanos e ácido hialurônico. Além disso, os dermatologistas descobriram que a vitamina C é um dos melhores ingredientes para combater manchas escuras - ela não somente clareia a pele, mas também inibe a produção da tirosinase, a enzima que cria a pigmentação.

Os cientistas também descobriram que a vitamina C não só é essencial para a construção do colágeno e da elastina, mas de fato dá o pontapé inicial na produção dessas proteínas, o que a torna um potente antiidade.

O problema no passado é que era difícil usar a vitamina C em doses suficientes para fazer a diferença, porque existia uma tendência para a oxidação - em outras palavras, parava de funcionar em contato com o ar. A nova geração de produtos de vitamina C ultrapassou esse problema.

Para quem tem a pele sensível, os especialistas recomendam que a pessoa experimente produtos com a forma solúvel da vitamina C, para um teste inicial.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Saúde atualiza plano de vacinação com novas categorias na prioridade
BATAGUASSU
Polícia Militar apreende mercadorias descaminhadas
IMUNIZAÇÃO
Vacinas já distribuídas atendem cerca de 10% dos públicos prioritários
BRASIL
Justiça lança projeto-piloto para redução da oferta de drogas ilícitas