Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
Brasil&Mundo

Assessor de Messi admite desvio de dinheiro

28 janeiro 2015 - 09h50Por Fonte: correiodoestado
O craque argentino Lionel Messi vive um período complicado fora dos gramados. Enquanto a imprensa espanhola especula sobre seu relacionamento com o técnico Luis Enrique, o astro do Barcelona voltou a se envolver em novas denúncias de evasão fiscal.

O jornal "El País" publicou nesta terça-feira (27) uma investigação sobre recursos provenientes de seis amistosos beneficentes disputados em 2012 e 2013. De acordo com o periódico, o dinheiro teve como destino contas em bancos de Curaçao, ilha ao norte da Venezuela, e Hong Kong, dois paraísos fiscais.

A publicação afirma que o empresário Guillermo Marín, assessor de Messi, se contradisse em depoimento a justiça espanhola em junho de 2014. No início do depoimento, Marín disse que o jogador não cobrava para participar de jogos beneficentes.

Entretanto, ele reconheceu posteriormente que Messi recebeu US$ 50 mil (cerca de R$ 130 mil) por cada partida. O "El País" diz que após ser pressionado, o empresário reconheceu ter ordenado a remessa de dinheiro para um conta de Curaçao.

De acordo com a investigação do jornal, a quantia transferida para Curação ultrapassa os US$ 300 mil (cerca de R$ 780 mil) --sozinhos, dois jogos disputados na Colômbia resultaram em mais de 1 milhão de euros (em torno de R$ 2,9 milhões) depositado na conta bancária.
A polícia espanhola passou as informações para o juiz Eduardo López Palop, responsável por investigar o uso da Fundação Messi para fraudes tributárias.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Telessaúde credencia profissionais de Web Designer com remuneração de R$ 3 mil
MS
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
EDUCAÇÃO
Matrícula para curso de medicina da UEMS pode ser feita até dia 26 de abril
PONTA PORÃ
Força Tática do 4º BPM intercepta comboio de veículos transportando mercadorias não legalizadas