quinta, 29 de fevereiro de 2024

Celular para emergência funciona com pilha que dura 15 anos

23 maio 2012 - 10h55Por Terra
Em caso de emergência, ter um celular no bolso parece uma segurança a mais de conseguir chamar ajuda. Mas e se o telefone estiver sem bateria? Para resolver a questão, a Xpal criou o SpareOne, celular "extra" com bateria que dura 15 anos - tempo medido com o uso de pilha AA Energizer Ultimate Lithium L91, incluída na primeira compra.

O aparelho faz a ligação para números de emergência mesmo sem cartão SIM, e com o chip funciona como um telefone normal. Em ligações, a bateria dura até 10 horas - com a mesma pilha L91. Há espaço interno para armazenar até nove números, e a fabricante sugere que o modelo seja usado para deixar com crianças pequenas ou parentes idosos, além de servir de reserva para quem usa muito o aparelho e corre o risco de ficar sem bateria no meio do dia.

Embora não receba SMS, o SpareOne pode enviar respostas automáticas de "no momento não consigo ver mensagens de texto, por favor me ligue" caso o SIM receba alguma mensagem de alguém. O aparelho também tem um slot para mini-SIM card.

O SpareOne também tem uma lanterna na parte superior, que ficaria ligada por até 20h com bateria cheia e sendo a única função em uso. O modelo, segundo a fabricante, funciona em duas frequências diferentes: 850-1900MHz e 900-1800MHz (a que funciona no Brasil). No Japão, o modelo não funciona.

No site oficial, o SpareOne custa US$ 69,99 a unidade, e pode ser adquirido também em pacotes família, com dois aparelhos iguais, ou viagem, com um telefone de cada frequência GSM, por US$ 139,99 em ambos os casos.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DIREITOS HUMANOS

Projeto garante a participação de mães e grávidas em concursos de beleza

POLÍTICA E ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA

Projeto prevê abatimento no Fies para graduados em Direito que atuarem em Defensorias Públicas

ECONOMIA

Campos Neto defende estabilidade monetária para combater a pobreza

SAÚDE

Sessão solene na Câmara marca o Dia Mundial das Doenças Raras