Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021

Interrogatório de Elize Matsunaga é adiado

12 dezembro 2012 - 17h00
Band


O interrogatório de Elize Matsunaga, acusada de esquartejar o marido e empresário Marcos Matsunaga, foi adiado. A justiça pediu para ouvir a amante da vítima, que não compareceu à audiência desta segunda-feira.

O advogado de Natália Vila Real, a jovem amante de Marcos Matsunaga, chegou quando a audiência já havia começado. Natália foi o pivô do drama que terminou com a morte e esquartejamento do empresário em maio deste ano. Segundo o advogado Roberto Parentoni, sua cliente não foi notificada da audiência.

A nova audiência foi marcada para o dia 30 de janeiro. A amante prestará depoimento e Elize será interrogada.

A defesa de Elize sustenta que ela matou o marido em um ato de desespero. Alguns dias antes de cometer o crime, ela ligou para a polícia dizendo que sofria ameaças do empresário. Natália deve trazer a outra versão, a de que Marcos era o ameaçado.

Hoje foi o juiz ouviu a babá da filha do casal Matsunaga, Mauricéia dos Santos. Antes de depor, a empregada pediu para que Elize fosse retirada do tribunal, por medo da ex-patroa.

Caso a defesa consiga comprovar o homicídio simples, Elize pode pegar de seis a 12 anos de cadeia. Mas a promotoria sustenta que o crime foi premeditado e que Marcos teria sido esquartejado ainda vivo. Neste caso, a pena pode chegar a 30 anos.

A expectativa é que a acusada vá a juri popular entre maio e junho do ano que vem.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: país tem 15,5 milhões de casos acumulados e 434,7 mil mortes
TECNOLOGIA
Começa a valer hoje nova política de privacidade do WhatsApp
MEIO AMBIENTE
Polícia Militar Ambiental de Bonito captura seriema com perna quebrada
AGEPEN
Por intermédio da Agepen, primeira certidão de nascimento digital de preso indígena é emitida em MS