Menu
Busca segunda, 02 de agosto de 2021

Autoridades e técnicos avaliam ações do GIAPA

14 setembro 2011 - 14h55
Autoridades e técnicos avaliam ações do GIAPA

Divulgação (TP)

O prefeito de Bela Vista, Chico Maia, o secretário municipal de Obras e Infraestrutura de Ponta Porã, Helio Peluffo Filho, e um grupo de técnicos ambientais, se reuniram nesta terça-feira para avaliar e definir ações desenvolvidas no Projeto GIAPA- Gestão Integrada da Bacia do Apa.

O principal objetivo do projeto, que recebe o apoio da ONG Paz y Desarrollo e da União Européia, é melhorar as condições ambientais e sociais da população que vive na região da Bacia do Apa.

Entre as ações já realizadas está a conclusão do diagnóstico da situação de toda a Bacia do Rio Apa, mostrando as condições ambientais e sociais das populações que habitam a região. Também foram realizadas capacitações das comunidades indígenas, assentados, técnicos das prefeituras e sociedade civil organizada.

Em Ponta Porã este trabalho foi feita no dia 12 de agosto.

Outra ação concreta é o trabalho de recuperação das margens do Rio Apa na área urbana de Bela Vista, num local chamado Praia do Pompílio. Ali, a Prefeitura de Bela Vista fez a retenção do processo erosivo e, a partir de agora, será realizado o trabalho de revegetação da mata ciliar com o plantio de mudas de espécies nativas. “Este trabalho será desenvolvido através do envolvimento do poder público municipal, escolas e organizações não governamentais”, informou Roberto Steil.

Segundo ele, o GIAPA envolve 10 municípios, sendo cinco de cada lado da fronteira. Além do estado de Mato Grosso do Sul e os departamentos de Amambay e Concepción, no Paraguai.

O prefeito de Bela Vista disse que o sucesso das ações do Projeto se deve principalmente ao empenho de toda a comunidade que vive nos locais compreendidos pela Bacia do Rio Apa, tanto no Brasil quanto no Paraguai e, também, à qualidade dos técnicos envolvidos. “Em Ponta Porã a equipe da Prefeitura é extremamente competente. Está preparada para conduzir o projeto que visa mudar a situação diagnosticada e também os hábitos da população para que se promova a recuperação dos recursos ambientais”, frisou Maia.

Deixe seu Comentário

Leia Também

INVESTIGAÇÃO EM SP
Homem leva menina de 15 anos ao hospital e diz que ela morreu após sexo; polícia investiga
ECONOMIA
Impostômetro atinge a marca de R$ 1,5 trilhão
Esse é o montante pago em tributos federais, estaduais e municipais
EDUCAÇÃO
Volta às aulas: especialistas explicam em 10 pontos como fazer um retorno mais seguro
ESPORTES
Bronze olímpico nos 50 m livre coroa regularidade de Bruno Fratus