Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
REDE SOLIDÁRIA

Curso do Rede Solidária empolga e alunas devem incluir mais uma formação no currículo profissional

06 julho 2021 - 08h00Por Portal Governo MS

A grade curricular do curso de modelagem de lingerie foi muito além das expectativas para dez alunas que concluíram com sucesso as 80 horas do curso inédito oferecido pelo Programa Rede Solidária em parceria com o Senai (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial). 

Valdelina Ajala Silva Ribas está entre as alunas que concluíram o curso e estão na expectativa para o próximo. “Sempre quis fazer esse curso e pra mim foi maravilhoso. Gostei de tudo, dos colegas, da professora, e de aprender uma profissão que amei. Quero me capacitar ainda mais e trabalhar na área de costura”. 

Valdelina pretende se aperfeiçoar e atuar na área

A instrutora Jéssica Martinez Dias, conta que o desenvolvimento da turma foi  bastante satisfatório e que chegou a aplicar conteúdo além do planejado tamanho entusiasmo da turma. “Elas manifestaram interesse em aprender a costurar também. Então resolvemos abrir matrícula para o curso de Costureiro Sob Medida, que estava previsto para setembro, mas com a demanda delas decidimos antecipar”.  

Diante do interesse da turma em ampliar a qualificação profissional, a coordenadora de cursos do Rede Solidária, Andrea Nani, confirma uma nova turma de modelagem em corte e costura e adianta que outros cursos já estão sendo estudados com o Senai para implantação. 

“É gratificante para nós como agente da assistência social ver esse curso sendo concluído com tanta assiduidade e com entusiasmo pelos alunos. O Rede tem essa missão de auxiliar através da assistência social a emancipação de pessoas para que elas possam buscar melhores condições de vida. E o módulo de capacitação do programa é a principal ferramenta para isso. Através dos cursos essas pessoas são incentivadas e capacitadas para entrar ou se consolidar no mercado de trabalho ou até mesmo criar sua própria microempresa. Principalmente com a Pandemia vemos a necessidade crescente por novas perspectivas”. 

Ministradas presencialmente as aulas atenderam todos os protocolos de biossegurança para evitar o contágio da Covid-19. As salas foram preparadas com abertura de espaço para circulação de vento e as máquinas posicionadas com distanciamento pelos técnicos do Senai. 

A expectativa da Sedhast é que até o final de 2021 a parceria entre o Rede Solidária e o Senai disponibilize cerca de 500 vagas em 30 cursos de capacitação e geração de renda para a população em geral. 

Coordenador do Senai nos cursos ministrados no Rede Solidária, Fernando dos Santos Filho destaca que existe uma gama de cursos ofertados gratuitamente, e que todos são planejados visando as possibilidades que o aluno terá no mercado de trabalho. Cursos como segurança no trabalho, elétrica e energia fotovoltaica estão entre as possibilidades.  

“O de energia fotovoltaica, por exemplo, está tendo bastante mercado. Esse curso é oferecido de forma gratuita. A ideia é capacitar gente do estado para não precisar vir gente de fora. A intenção é que o pessoal da nossa terra possa atender a demanda daqui”, explica.

Oferecer cursos de qualificação profissional com potencial de promover geração de renda e também a transformação social de famílias em situação de vulnerabilidade são as principais vias de atuação do Programa Rede Solidária, desenvolvido pelo Governo do Estado por meio da Secretaria de Direitos Humanos, Assistência Social e Trabalho (Sedhast).

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação
SAÚDE
Inmet alerta para onda de calor e umidade abaixo de 12% em Mato Grosso do Sul
REGIÃO
Polícia Militar prende dois homens por Tráfico de Drogas
JUSTIÇA
Justiça do Trabalho inicia Semana Nacional de Conciliação