Menu
Busca quarta, 23 de junho de 2021

David Cardoso falou à 91.5 FM Cerro Cora sobre a exibição do Filme Frontera em Ponta Porã

David Cardoso falou à 91.5 FM Cerro Cora sobre a exibição do Filme Frontera em Ponta Porã

26 abril 2012 - 11h02
Divulgação (TP)

O cineasta Sul-mato-grossense David Cardoso, já esta na cidade para divulgar o laçnamento do seu Filme que foi gravado no final do ano em Pedro Juan Caballero, 'FRONTERA', hoje pela manhã David, conversou com o Jornalista Tião Prado, da Rádio 91.5 FM e site Conesulnews sobre o lançamento.

O média metragem Frontera, filme dirigido Cardoso, será exibido pela primeira vez em Ponta Porã na próxima segunda-feira. A apresentação está marcada a segunda-feira, 30 de abril, no anfiteatro da Prefeitura.

Será uma noite especial para quem aprecia o cinema, pois David vai projetar suas duas mais recentes produções. O primeiro filme a ser exibido é “Maria Fumaça, Chuva e Cinema”, um curta metragem de 15 minutos ambientado no ano de 1955, mostrando um dia na vida do garoto José Darcy Cardoso, em Maracaju, que mai tarde seria o ator David Cardoso.


O filme, rodado em Bauru, traz como pano de fundo o contexto da instalação da Ferrovia Noroeste do Brasil, cujos trilhos chegaram em Ponta Porã no ano de 1953.

Em seguida será feita oficialmente a exibição do filme Frontera, gravado no final do ano passado em Pedro Juan Caballero. A produção é um média metragem _ tem 45 minutos de duração _ e, em seu elenco, destacam-se os atores David Cardoso Jr., David Cardoso, Victor Wagner, James Cardoso e participações especiais de Perla, Natalia Cabrera, Marcelo Loureiro, Ayres Gonçalves e Marcelino Nunes, entre outros.

A exibição será realizada no anfiteatro da Prefeitura a partir das 20 horas da segunda-feira, 30 de abril. Na platéia, convidados especiais e apreciadores da sétima arte.

David Cardoso tem em seu currículo, 79 produções de cinema (curtas, médias, longas e documentários). Atuou em 8 telenovelas, 6 pecas teatrais. Entre os filmes realizados em Mato grosso do sul, quatro foram rodados em Ponta Porã.


David Cardoso já está na fronteira preparando a exibição oficial do O média metragem Frontera, filme dirigido pelo cineasta sul-mato-grossense David Cardoso, será exibido pela primeira vez em Ponta Porã na próxima segunda-feira. A apresentação está marcada a segunda-feira, 30 de abril, no anfiteatro da Prefeitura.

Será uma noite especial para quem aprecia o cinema, pois David vai projetar suas duas mais recentes produções. O primeiro filme a ser exibido é “Maria Fumaça, Chuva e Cinema”, um curta metragem de 15 minutos ambientado no ano de 1955, mostrando um dia na vida do garoto José Darcy Cardoso, em Maracaju, que mai tarde seria o ator David Cardoso.

O filme, rodado em Bauru, traz como pano de fundo o contexto da instalação da Ferrovia Noroeste do Brasil, cujos trilhos chegaram em Ponta Porã no ano de 1953.


Em seguida será feita oficialmente a exibição do filme Frontera, gravado no final do ano passado em Pedro Juan Caballero. A produção é um média metragem _ tem 45 minutos de duração _ e, em seu elenco, destacam-se os atores David Cardoso Jr., David Cardoso, Victor Wagner, James Cardoso e participações especiais de Perla, Natalia Cabrera, Marcelo Loureiro, Ayres Gonçalves e Marcelino Nunes, entre outros.

A exibição será realizada no anfiteatro da Prefeitura a partir das 20 horas da segunda-feira, 30 de abril. Na platéia, convidados especiais e apreciadores da sétima arte.

David Cardoso tem em seu currículo, 79 produções de cinema (curtas, médias, longas e documentários). Atuou em 8 telenovelas, 6 pecas teatrais. Entre os filmes realizados em Mato grosso do sul, quatro foram rodados em Ponta Porã.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19
BATAGUASSU
Polícia Civil realiza orientações e verificações preventivas em parceria com PRF
CORONAVÍRUS
Sistema de Regulação aponta que de 10 internados em UTI em Campo Grande, 8 são do próprio município
COSTA RICA
Polícia Civil prende em flagrante traficante de drogas pela quarta vez em menos de 2 anos