Menu
Busca quarta, 21 de abril de 2021
EDUCAÇÃO

Governo assina contratos para reformas e melhorias em seis escolas estaduais

12 março 2021 - 08h00Por Portal MS

Com o objetivo de oferecer melhores condições de trabalho e um ambiente de qualidade para o bom aprendizado, o Governo do Estado segue investindo em reformas, ampliação e melhorias das escolas estaduais de Mato Grosso do Sul. Foram assinados mais seis contratos para obras em unidades que ficam nas cidades de Itaporã, Três Lagoas, Campo Grande, Ponta Porã e Angélica, que juntas somam R$ 1,9 milhão.

O governador Reinaldo Azambuja já anunciou que todas as 356 escolas estaduais de Mato Grosso do Sul passarão por reformas e melhorias até o final do ano que vem. “Eu posso dizer que até o final de 2022 teremos todas elas estruturadas, reformadas, modernas para que possam ter estrutura e ensino de qualidade”, descreveu.

As novas obras e melhorias na rede estadual foram publicadas hoje (11), no Diário Oficial do Estado. Entre elas está a reforma parcial da Escola Estadual João Ponce de Arruda, que fica no município de Três Lagoas. Serão investidos R$ 324.769,90. A empresa Nelson Cícero de Gonçalves ME terá um prazo de 180 dias para concluir o trabalho.

Ainda em Três Lagoas, a Escola Estadual Fernando Corrêa vai receber serviços de adequação para projeto de segurança contra incêndio e pânico, no valor de R$ R$ 324.687,25. Os trabalhos serão conduzidos pela empresa Art’s Pisos Ltda ME, em contrato para obra também em 180 dias.

Já em Itaporã, haverá a reforma do muro da Escola Estadual Rodrigues Alves, com investimento de R$ 284.257,41, pelo prazo de seis meses. Em Campo Grande haverá a adequação da rede elétrica da Escola Estadual João Carlos Flores. O custo será de R$ 323.762,70, conduzido pela empresa SDI Informática e Construções Ltda.

Para Ponta Porã, as melhorias serão na Escola Dr. Miguel Marcondes Armando, que terá uma reforma no muro da unidade, com custo de R$ 320.186,71. Já na cidade de Angélica, os investimentos vão chegar na Escola Estadual Dr. José Manoel Fontanillas Fragelli. O investimento de R$ 324.878,00  vai para serviços de implantação de transformador e adequação da rede elétrica, assim como projeto de segurança contra incêndio e pânico.

Escola Estadual João Carlos Flores, em Campo Grande, em atividade antes da pandemia

Adequação

Desde do primeiro mandato, o governador começou os investimentos nas melhorias das escolas, tendo foco em oferecer estruturas mais adequadas para contribuir com melhor aprendizado dos estudantes e condições propícias aos funcionários e professores desenvolverem seus trabalhos.

Os investimentos continuam apesar das aulas presenciais estarem suspensas devido a pandemia do coronavírus. A secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Mota, ressaltou que o governo do Estado segue com a política de remodelação estrutural da rede estadual de ensino. “Só neste ano serão 96 obras em escolas por todo o Mato Grosso do Sul. Estamos fazendo um governo humano, já que essas são ações que nós educadores acreditamos”, afirmou.

Para o engenheiro e diretor-geral de Infraestrutura da Secretaria de Estado de Educação (SED), Paulo Henrique Malacrida, as reformas e melhorias nas escolas são necessárias para garantir a segurança dos alunos e professores, além de melhorar o conforto e aprendizado. “Havia escolas com 20, 30 e até 40 anos sem reforma. Tivemos que investir na recuperação das estruturas existentes nos prédios da rede estadual”.

As aulas da rede estadual voltaram para o ensino remoto, em função do aumento de casos da covid-19, em Mato Grosso do Sul. O governador Reinaldo Azambuja inclusive suspendeu o “acolhimento dos alunos” em função do agravamento da pandemia. Ele explicou que os alunos só vão voltar a ter aula nas unidades escolares quando a ciência determinar que é seguro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

OPORTUNIDADE
Telessaúde credencia profissionais de Web Designer com remuneração de R$ 3 mil
MS
Beneficiários do Mais Social terão que participar de curso profissionalizante
EDUCAÇÃO
Matrícula para curso de medicina da UEMS pode ser feita até dia 26 de abril
PONTA PORÃ
Força Tática do 4º BPM intercepta comboio de veículos transportando mercadorias não legalizadas