Menu
Busca segunda, 21 de junho de 2021

Ele diz ser inocente das acusações e aguarda julgamento de recurso.

Ele diz ser inocente das acusações e aguarda julgamento de recurso.

26 abril 2012 - 17h22
Divulgação (TP)

O vereador Joanir Viana (PMDB), de Ponta Porã fazendo uso da tribuna na sessão d Câmara local na tarde de hoje, quinta-feira (26), informou que está disposto a enfrentar qualquer tipo de reação negativa dos colegas durante seu retorno aos trabalhos da Câmara Municipal. Joanir está cumprindo pena no Regime semi-aberto de Ponta Porã, sendo que no total ele cumpriu cerca de 2 anos de prisão por tráfico de drogas em regime fechado e foi transferido ao semiaberto por autorização de Justiça, o que permitiu que reassumisse sua vaga.

“Estou preparado para qualquer situação. Se tiver alguma represália, eu estou preparado para me defender”, disse em entrevista ao G1 por telefone. Ele afirma ter decidido voltar à câmara atendendo a um “clamor popular”.

Por estar em semiaberto, ele sai durante o dia e pode frequentar as sessões, devendo retornar ao presídio somente para passar a noite. O o assessor jurídico da câmara, Alex Resende, explicou que não existe norma que impeça o retorno do político, tendo em vista que ele não teve o mandato cassado e pode participar das sessões.

No entanto, o vereador Bruno Reichardt (PMDB), que é do mesmo partido de Viana, entrou com pedido de cassação na terça-feira 24. Segundo ele, a solicitação foi feita a pedido da regional do partido em Campo Grande, depois da divulgação do retorno do vereador às atividades legislativas. Os vereadores devem votar a solicitação na sessão desta quinta-feira.

“Eu acho que isso é um direito dele [Reichardt]. Não tenho nada contra a pessoa. Acho que tudo o que a lei ampara faz parte e é válido”, disse o vereador, “Se por ventura vierem a cassar meu mandato, sem problema, mas ate que isso aconteça eu vou frequentar as sessões”.

O vereador Dário Honório (PSDB), presidente da Câmara de Ponta Porã,informou que a volta do vereador Joanir Viana, de acordo com o regimento interno é legal, e assim está sendo conduzido os trabalhos do mesmo na Câmara.


Falando a reportagem o vereador Dário Honório disse que estará colocando a disposição da Comissão Processant, que é formada pela vereadora e professora Maria Leny Antunes (PSDB), Marquinhos Benites (PSDB)e Adãozinho Dauzacker (PT), toda estrutra necessária para a realização de um bom trabalho e assessoria Juridica da casa para apoiar a comissão em todos os seus atos.

Durante a sessão, o vereador Dário Honório,lamentou a ausência de alguns vereadores e citou: "O vereador Marcos Benites, antes de entrar o requerimento do vereador Bruno Reichardt, ja tinha informado que tinha um compromisso em Campo Grande; o vereador Ramão de Deus (DEM), por algum motivo não o trouxe a sessão e apresentou uma justificativa dizendo que ele iria para Dourados tratar de assunto particular. Mas fiquei muito supreso com a ausência da vereadora Dulce Manosso, do meu partido, que já foi presidente desta casa duas vezes, foi prefeita interina da cidade, e estava na reunião antes da sessão, e na hora do vamos ver, a vereadora se ausentou dizendo que estava com problemas de saúde, só que vinte minutos antes, ela estava na sala do presidente".

No fechamento desta matéria chegou até a Assessoria de Imprensa, através do assessor parlamentar Wanderlei Avelino, um atestado médico assinado pela ginecologista e Obstetra, Dra. Vera Gasparotto Hindo, mas devido a caligrafia inelegível não foi possivel saber o que estava escrito, mas se verificou que a vereadora Dulce Manosso terá 5 dias de licença médica para cumprir, contados a partir desta quinta-feira, dia 26.

Deixe seu Comentário

Leia Também

PONTA PORÃ
Camionete roubada em Brasília é apreendida pelo DOF
OPORTUNIDADE
Processo Seletivo para contratação de Analista de Medidas Socioeducativas está com inscrições aberta
INVESTIGAÇÃO
Polícia descarta latrocínio e investiga morte de mulher em Dourados por execução
LAGUNA CARAPÃ
Homem que seguia para Campinas com mais de 70 quilos de maconha foi preso pelo DOF