Menu
Busca sábado, 17 de abril de 2021
MS

Novo presídio semi-aberto será inaugurado em dezembro

21 novembro 2014 - 07h08Por Fonte: perfilnews
O governador André Puccinelli deverá inaugurar no final de dezembro o novo prédio do Estabelecimento Penal de Regime Semiaberto Masculino de Dourados. A informação foi repassada pela assessoria de imprensa da Agepen (Agência Estadual de Administração do Sistema Penitenciário) à Aced (Associação Comercial e Empresarial de Dourados) nesta quinta-feira (20).

O novo prédio está localizado às margens da rodovia MS-379, próximo à saída para o Distrito de Panambi e ao lado da PHAC (Penitenciária de Segurança Máxima Harry Amorim Costa).

As novas instalações têm capacidade para 500 detentos, com área construída de 3,6 mil metros – incluindo bloco administrativo, bloco de celas, área de vivência, quadra de esportes e estacionamento interno e externo. A inauguração do novo prédio é vista com alívio pela sociedade douradense, que há anos enfrenta uma série de impactos negativos com a instalação do semiaberto na rua Hayel Bon Faker, em área residencial nobre de Dourados. Entre os principais problemas gerados pelo presídio naquela região, estão o aumento na criminalidade e a desvalorização imobiliária.

Hoje, segundo a assessoria de imprensa da Agepen, são 258 internos no regime semiaberto em Dourados. Alguns têm autorização para trabalhar fora do presídio e retornam à noite; outros, permanecem no prédio durante todo o dia. Há, ainda, outros 181 presos em regime aberto – que não permanecem no presídio, apenas assinam uma lista de presença diária para comprovar que permanecem na cidade. A previsão, segundo a assessoria, é que toda a estrutura seja transferida para as novas instalações.

Polêmica

Recentemente, a desocupação do prédio atual do semiaberto gerou polêmica depois que o governo do Estado admitiu a intenção de levar para o local o presídio feminino de forma definitiva. Após reação da sociedade douradense, apoiada pela Aced, o governador voltou atrás e prometeu desativar o prédio, que é alugado, após a transferência.

Apesar disso, ainda há uma informação extraoficial de que o prédio seria utilizado para o regime fechado na forma de albergue. No entanto, a informação não foi confirmada pela assessoria, que disse desconhecer qualquer projeto para aquele prédio após a desocupação em dezembro. “Temos o compromisso do governador de deixar o sistema prisional fora da região central de Dourados e esperamos que esta promessa seja cumprida”, destaca o presidente da Aced, Antônio Nogueira.

Deixe seu Comentário

Leia Também

CORONAVÍRUS
Reinaldo Azambuja assina carta dos governadores à ONU por mais vacinas
GERAL
Inpe cria plataforma gratuita de dados do solo brasileiro
REGIÃO
Ladrão de bancos do Paraguai é preso quando fugia para o Brasil
INTERNACIONAL
Princípe Philip é sepultado neste sábado em cerimônia restrita