Menu
Busca sábado, 08 de maio de 2021
NOTÍCIAS

Nupemec forma profissionais para mediação e conciliação

25 fevereiro 2021 - 16h30Por TJMS

Termina nesta sexta-feira (26) mais um curso de formação de mediadores e conciliadores judiciais oferecido a servidores de Campo Grande, Corumbá, Dourados, Três Lagoas, Cassilândia e Bela Vista, pelo Tribunal de Justiça de MS, por meio do Núcleo Permanente de Métodos Consensuais de Solução de Conflitos (Nupemec), com apoio da Escola Judicial de MS (Ejud), tendo o Des. Dorival Renato Pavan como diretor-geral.
 
Desta edição, transmitida pela plataforma Microsoft Teams e ministrada pelas instrutoras cadastradas no CNJ Andreia de Lima Duca Bobadilha e Edneia Souza do Amaral, participam 16 alunos.
 
O curso de formação de mediadores e conciliadores judiciais tem módulo teórico e 60 horas de estágio supervisionado, que pode ser cumprido por meio de participação em sessões de mediação e conciliação, por videoconferência, permitindo ao aluno, que não reside na Capital ou em comarca que não tenha um Cejusc instalado, a oportunidade de concluir sua formação.

Após a conclusão dos dois módulos, o aluno atuará como mediador em caso prático, sob supervisão dos instrutores do curso que o acompanharam durante a realização da sessão de mediação, que dura em média uma hora e meia. Durante a supervisão, os instrutores confirmarão se o aluno está apto para atuar como mediador ou se precisa de mais horas de estágio, preparando-se melhor para mediar as demandas da justiça.

Ressalte-se que o curso ministrado pelo Nupemec é reconhecido pela Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados Ministro Sálvio de Figueiredo Teixeira (Enfam). A ação tem apoio do Des. Vladimir Abreu da Silva, coordenador de Conciliação do Nupemec, e do Des. Ruy Celso Barbosa Florence, coordenador de Mediação do Nupemec.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Segunda etapa da vacinação contra influenza começa na próxima semana
CRIME AMBIENTAL
PMA de Bonito e Iagro autuam dono de chácara em R$ 2,6 mil por criação ilegal de javalis
SAÚDE
Pesquisa revela que 1,3 mil municípios ficaram sem segunda dose
Número representa 45% das prefeituras que responderam à sondagem
MS
Ex-marido acusado de feminicídio vai a júri popular