sexta, 23 de fevereiro de 2024

Ponta Porã vence o Comercial pelo sub 18 no estádio Aral Moreira

04 junho 2012 - 08h43
Redação - Tião Prado

Na manhã de domingo (3), o Ponta Porã Sociedade Esportiva recebeu o Comercial de Campo Grande em mais uma rodada do Campeonato Estadual de futebol sub 18. O Ponta Porã começou bem e logo aos 30 segundos de jogo já havia perdido a primeira chance clara de gol quando o centro avante Edson ficou na cara do gol e perdeu.

Com uma nova estratégia de jogo e com algumas alterações, o onze fronteiriço soube aproveitar os contra ataques e 15 minutos do primeiro tempo, o jogador Richard que até então jogava de lateral esquerdo e foi deslocado para o ataque, aproveitou um a sobra de bola e abriu o marcador para o Ponta Porã.

No segundo tempo, o Ponta Porã voltou a campo com a determinação e boa marcação que até agora não havia sido visto pela equipe, sendo que aos 5 minutos, e novamente aos 25, Richard fez a alegria do torcedor presente ao Aral Moreira com mais dois gols e dando um novo ânimo a equipe.
Mas, aos 33 minutos, em uma falha de marcação da ala esquerda do Ponta Porã, a bola é lançada para área do time fronteiriço e Marreco não perdoa e faz o primeiro do colorado da capital de cabeça.

O árbitro da partida Augusto Cesar Marques, foi bem nas suas marcações com raros erros que não comprometeram o resultado, distribuiu 6 cartões amarelos para o Ponta Porã e expulsou Marreco, Murilo e o técnico Beto Rezek do Comercial por reclamações.

O Ponta Porã foi a campo com Clauber no gol, Léo Klayton, Denilson, Cristian, Fillipi, Héctor, Carlito, Alisson, Richard e Edson, tinha na suplência Rafael, Jorlando, Morel, Paulo, Wilson, Willian e Juliano. O técnico é Ademar Dorneles.

O Comercial foi a campo Jhonattan, Winny, Marcos, Renan, Lucas, Murilo, Richard, Fausto, Renan, Marreco, Willian, tinha na suplência, Denis, Renanzinho, Caio, Igor, Rafael, Wilker e Ismael, sendo comandados pelo técnico Carlos Alberto Rezek, o Beto Rezek.

A arbitragem esteve a cargo de Augusto Cesar Marques, auxiliado por Cleberson Pereira e Kleiton Diniz da Silva e o quarto árbitro, Wescley Marques.

A nota lamentável do jogo foi a expulsão do jogador Marreco do Comercial por racismo. Ele chamou o árbitro principal de “macaco”. Segundo o representante da federação que estava presente no jogo, o fato foi lavrado em súmula e só não foi levado a delegacia por se tratar de menor de idade.

No outro jogo da chave, aos 47 minutos da segunda etapa, o meio campo Rodrigo, capitão do time, acertou um belo chute de fora da área e fez o único gol do jogo entre Corumbaense e Aquidauanense.


Deixe seu Comentário

Leia Também

GERAL

Correios distribuirão provas do Concurso Unificado

ECONOMIA

Vendas do Tesouro Direto sobem 13% em janeiro

INFRAESTRUTURA

Governo de MS mantém ações voltadas ao desenvolvimento de Ponta Porã

SAÚDE

Grupo vai subsidiar políticas de enfrentamento de mortes no trabalho