Menu
Busca sexta, 23 de abril de 2021
CORONAVÍRUS

SES fala da preocupação com a nova variante e pede apoio dos prefeitos de MS no combate

08 março 2021 - 14h30Por Portal MS

O Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Saúde (SES), apresentou na manhã desta segunda-feira (8) aos 79 prefeitos de Mato Grosso do Sul, na sede da Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul (Assomasul), a situação epidemiológica do coronavírus e a preocupação quanto a nova variante.

Durante a reunião, a secretária-adjunto de Estado de Saúde, Crhistinne Maymone, mostrou aos prefeitos o atual cenário epidemiológico do Estado. “Vimos que os casos estão em ascensão e hoje registramos o maior número de pessoas internadas, com 724 pacientes. Dourados e Campo Grande estão com 100% de leitos ocupados. Assim, precisamos rever o que construímos e nos atualizar sobre essa doença”.

A adjunta da Saúde ainda reforçou aos prefeitos quanto a necessidade de seguirem as recomendações adotadas pelo Programa Prosseguir e quanto a intensificação nas ações do Programar Rastrear. “Nós precisamos identificar os contatos e ir atrás para quebrar a cadeia de transmissão. Precisamos ter um diagnóstico rápido para que possamos ter um controle maior sobre a doença e intensificar a vacinação”, disse Maymone.

Consultor da SES, o médico infectologista e pesquisador da UFMS, Julio Croda, reforçou a preocupação quanto a nova variante do coronavírus e disse que o momento é de união entre o Estado e os municípios. “Nós sabemos que essa variante é duas vezes mais transmissora. O nosso sistema de saúde até hoje não colapsou, mas nós nunca passamos por este momento que é bastante delicado. Sabemos que os municípios têm dificuldade de contratar médico ou fazer abertura de novos leitos. Mas, nós temos que estar preparados para os próximos dois meses. Por isso, os municípios precisam seguir às orientações do Prosseguir”.

O presidente da Assomasul e prefeito de Nioaque, Valdir Júnior, destacou que a entidade está acompanhando a situação epidemiológica do Estado. “Fizemos uma solicitação para podermos participar do COE (Comitê de Operações Emergencial) para que nós possamos tomar decisões em conjunto. Antes, as decisões estavam ocorrendo de forma isolada em cada município. Então, nos colocamos à disposição para que possamos tomar essas decisões em conjunto e obedecendo às regras do Prosseguir, que tem todo um estudo científico para poder trazer aos municípios menores, todas essas informações de combate ao covid”.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DOURADOS
Camionete que seguia para Campo Grande com mais de uma tonelada de maconha foi recuperada pelo DOF
ECONOMIA
Micro e pequenas empresas podem pagar Simples com Pix
MEIO AMBIENTE
PMA realiza orientação em 61 propriedades rurais em prevenção aos incêndios
ECONOMIA
Prazo para contestar auxílio emergencial negado no dia 10 acaba hoje