sexta, 01 de julho de 2022
SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 339 óbitos e 70,3 mil casos em 24 horas

16 junho 2022 - 08h30Por Agência Brasil

As secretarias estaduais e municipais de Saúde registraram 70.290 novos casos de covid-19 em 24 horas em todo o país. De acordo com os órgãos, foram confirmadas também 339 mortes por complicações associadas à doença no mesmo período. 

Os dados estão na atualização do Ministério da Saúde divulgada nesta quarta-feira (15). Segundo a pasta, o estado do Tocantins não enviou os dados e o Mato Grosso do Sul não informou o registro de óbitos.

Com as novas informações, o total de pessoas infectadas pelo novo coronavírus durante a pandemia soma 31.611.769.

O número de casos em acompanhamento de covid-19 está em 632.304. O termo é dado para designar casos notificados nos últimos 14 dias que não tiveram alta e nem resultaram em óbito.

Com os números de hoje, o total de mortes alcançou 668.693, desde o início da pandemia. Ainda há 3.230 mortes em investigação. As ocorrências envolvem casos em que o paciente morreu, mas a investigação se a causa foi covid-19 ainda demanda exames e procedimentos complementares.

Até agora, 30.310.772 pessoas se recuperaram da covid-19. O número corresponde a 96% dos infectados desde o início da pandemia.

Estados

Segundo o balanço do Ministério da Saúde, no topo do ranking de estados com mais mortes por covid-19 registradas até o momento estão São Paulo (170.007), Rio de Janeiro (73.942), Minas Gerais (61.843), Paraná (43.504) e Rio Grande do Sul (39.786).

Já os estados com menos óbitos resultantes da pandemia são Acre (2.002), Amapá (2.137), Roraima (2.152), Tocantins (4.157) e Sergipe (6.353).

Os maiores números de casos estão em São Paulo (5,6 milhões), Minas Gerais (3,5 milhões) e Paraná (2,5 milhões). A menor incidência está no Acre (125.224), Roraima (156.204) e Amapá (160.499).

Boletim epidemiológico da covid-19

Boletim epidemiológico da covid-19 - Ministério da Saúde

Vacinação

Até hoje foram aplicadas 443.003.664 doses de vacinas contra a covid-19, sendo 177,4 milhões como primeira dose, 159,9 milhões como segunda dose e 4,9 milhões como dose única. Mais 90 milhões de pessoas receberam a dose de reforço e 6,6 milhões ganharam segunda dose extra, ou quarta dose da vacina. A dose adicional foi aplicada em 4 milhões de pessoas.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE

Covid-19: Brasil registra 229 óbitos e 64,36 mil casos em 24h

TEMPO

Mato Grosso do Sul deve ter clima estável nesta primeira semana do inverno

GERAL

Receita Federal deixa de exigir autenticação de documentos

POLÍTICA

Rodrigo Pacheco defende parceria entre Poderes em favor da sociedade