quarta, 17 de abril de 2024
SAÚDE

Dengue hemorrágica: como se manifesta a forma mais grave de dengue

18 fevereiro 2024 - 12h30Por G1-MS

O número de casos prováveis de dengue no Brasil ultrapassou meio milhão, com 75 mortes pela doença comprovadas e outras 350 sendo investigadas. Os dados são do relatório mais recente do Ministério da Saúde divulgado na última segunda-feira (12/2).

Durante as seis primeiras semanas epidemiológicas deste ano, foram registrados 512.353 casos - um número quase quatro vezes maior do que o registrado no mesmo período em 2023 (128.842).

Enquanto a dengue clássica, mais comum, costuma ser autolimitada e pode ser controlada com tratamento para aliviar os sintomas, o tipo mais grave da doença, conhecida popularmente como dengue hemorrágica, requer intervenção médica imediata, monitoramento rigoroso e, em alguns casos, cuidados intensivos para prevenir complicações potencialmente fatais.

Como diferenciar a dengue clássica da dengue hemorrágica

Os sintomas iniciais da dengue clássica e da forma grave são semelhantes nos primeiros dias.

 De acordo com o Ministério da Saúde, qualquer pessoa com febre súbita (com temperatura alta, entre 39°C e 40°C) e pelo menos duas das seguintes manifestações - dor de cabeça, fadiga, dores musculares ou articulares, e dor nos olhos - deve procurar assistência médica imediatamente.

A distinção entre os diferentes quadros - dengue clássica e hemorrágica - geralmente ocorre entre o terceiro e o sétimo dia, especialmente quando a febre diminui.

Deixe seu Comentário

Leia Também

50+

Funtrab e rede supermercadista lançam 'Feirão da Empregabilidade' para contratação de profissionais

DETRAN-MS

Curso especial para condutores infratores ultrapassa 90% de aprovação

DESENVOLVIMENTO

Com R$ 3,2 bilhões, MS teve aumento de 227% nos investimentos públicos nos últimos três anos

TRAGÉDIA

Mãe e filho morrem e três ficam feridos em acidente no domingo de Páscoa