Menu
Busca quarta, 22 de setembro de 2021
Cerro Alegre Empreendimentos Imobiliários
IMUNIZAÇÃO

Estado espera alcançar em agosto 90% da meta de vacinação adulta contra a Covid-19

02 agosto 2021 - 16h30Por SESMS

Mato Grosso do Sul será o primeiro Estado do país a alcançar a meta de 90% de vacinação preconizada pelo Ministério da Saúde – com pelo menos uma dose de vacina contra a Covid-19 aplicada – e 50% com a segunda dose de vacina em indivíduos adultos acima de 18 anos. A expectativa é que esta marca histórica aconteça em agosto, 15 meses após o surgimento do 1° caso positivo em território estadual.

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, Mato Grosso do Sul vem realizando performance extraordinária por meio da Campanha de Imunização Contra a Covid-19 classificando o Estado em primeiro lugar no ranking nacional de vacinação. “Desde o início da pandemia temos feito o nosso trabalho e auxiliado os municípios para o enfrentamento da Covid-19. Foram diversos desafios que superamos e que agora colhemos os resultados alcançando marcas que ficarão registradas para sempre na história do Estado”.

“Aproveito para parabenizar os 79 municípios do Estado que têm feito um trabalho louvável neste enfrentamento à Covid-19, fruto de uma parceria importante entre o Estado e os municípios. No entanto, para vencermos a Covid-19, volto a reforçar aos municípios para que não deixem doses na geladeira. As equipes precisam ficar apostos para avançarmos na imunização”, ressalta o secretário.

Segundo a SES, para que o Estado alcance a meta de 90% da população vacinada em agosto com pelo menos uma dose é preciso que o Ministério da Saúde mantenha o ritmo de envio de novas remessas de vacinas contra a Covid-19.

“Nós temos feito a nossa parte e temos sido exitosos, mas percebemos que houve uma diminuição de doses para Mato Grosso do Sul. Por isso, estamos cobrando o Ministério da Saúde para que mantenha a distribuição de vacinas de forma proporcional para todo o país. Nós não podemos ser prejudicados”, conclui o secretário.

Sucesso na Vacinação

A performance do Estado na vacinação foi destaque na imprensa nacional com enfoque nos excelentes resultados no enfrentamento à Covid-19. A rápida distribuição de imunizantes em até 12 hora se tornou um marco importante para o desempenho da Campanha de Imunização Contra a Covid-19. A disponibilização de R$ 5,8 milhões pagos em seis parcelas até dezembro aos municípios em forma de estímulo à vacinação também foi considerada outro ponto importante para ações de combate ao Coronavírus.

A ‘busca ativa’ para quem ainda não foi vacinado foi outro fator que contribuiu para o desempenho do Estado, cuja a ação tem impactado de forma positiva nos resultados epidemiológicos. O Estado também realizou outras frentes de trabalho, como a força-tarefa para vacinar a população indígena do Estado, em que atingimos 89,4% com a D1 e 82,3% com a D2.

Outro importante fato apontado foi em relação a implementação das medidas restritivas que contribuiu para a queda de diversos índices, principalmente, quando o Estado estava colapsado. O estudo realizado nos 13 municípios de fronteira com a vacina Janssen já traz excelente resultados em que a parcial já detectou queda de 63% de casos novos nestes municípios.

Mesmo com todas essas iniciativas, o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, reforça que ainda não é o momento de baixarmos a guarda e que é preciso seguir as medidas de biossegurança como: o uso de máscaras, higienização das mãos e o distanciamento físico. "E não se esqueça, se chegar a sua vez, vacine"!

Deixe seu Comentário

Leia Também

NOTÍCIAS
Adolescentes maiores de 12 anos precisam portar RG em viagens
POLÍTICA
Sem coligações, CCJ do Senado aprova PEC da reforma eleitoral
INOCÊNCIA
Polícia Militar prende homem que agrediu com uma marreta e pedaço de madeira a própria mãe idosa
SAÚDE
Fiocruz recebe lote de IFA para produção de vacinas