Menu
Busca segunda, 20 de setembro de 2021
CARBONERA - JULHO, AGOSTO E SETEMBRO
PANDEMIA

MS vive período crítico da pandemia com números da Covid-19 em ascensão

31 maio 2021 - 12h00Por Portal Governo MS

O fechamento da semana de 23 a 29 de maio de acordo com o Boletim Oficial da Covid- 19, divulgado nesta segunda-feira (31) pela secretaria de Estado de Saúde, revelou que estamos no momento crítico da pandemia. Nos últimos sete dias foram registrados o total de 11.942 novos casos e 311 óbitos.

O boletim apresentou mais 1.619 resultados positivos para o coronavírus e 24 óbitos em todo o Estado. Lembrando que os números do final de semana, tradicionalmente são menores devido ao plantão das equipes. Também há registros de 2.423 testes no Lacen e 9.290 casos sem encerramento nos municípios.

A taxa de contágio dos últimos 14 dias subiu para 1,09. Cerca de 20.589 casos estão ativos no momento e a média móvel é de 1,810,4. O total de casos confirmados está em 290,725 e 6,915 mortes. A taxa de letalidade é de 2,3. Felizmente 262,65 pessoas conseguiram vencer a doença.

O momento é de total alerta, de acordo com o Secretário Geraldo Resende. O quadro dramático que MS está vivendo, segundo ele, é fruto da opção de pessoas que continuam se aglomerando, fazendo festas clandestinas e deixando de usar as máscaras. “O Estado vem trabalhando initerruptamente há 15 meses para não deixar faltar leitos, medicamentos e testes”, disse. “Infelizmente somos o Estado onde há menor cooperação das pessoas”, completou.

Boletim aqui 

Os cinco municípios que apresentaram maior número de novos positivos nas últimas 24 horas são: Campo Grande com +869 casos; Dourados +116; Ponta Porã +80; Corumbá e Nova Andradina +56. 

Foram relatados 24 óbitos e mais 16 ainda estão em investigação. A mortes são de moradores das seguintes cidades: Campo Grande (6), Dourados (4), Amambai (3), Itaporã (2). Os demais municípios relataram um óbito cada: Bandeirantes, Bela Vista, Bonito, Corguinho, Deodápolis, Nova Andradina, Paranhos, Ribas do Rio Pardo e São Gabriel do Oeste. 

A ocupação de leitos está acima de 100% nas quatro macrorregiões do Estado. Apesar do esforço para implantação de novos leitos de UTI e aquisição de equipamento de ponta, feitos pela Governo do Estado em parceria com municípios a ocupação continua preocupante. 

Estão internados 1.281 pacientes, sendo 746 em leitos clínicos (544 públicos e 202 privados) e 535 em leitos de UTI (402 públicos e 133 privados). A fila de espera por um leito na central de regulação é de 255 pessoas. O isolamento domiciliar, pessoas que estão se tratando em casa, também aumentou. Hoje são 19.978 pacientes.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Ministro diz que efeitos adversos não podem interromper vacinação
SAÚDE
Inmet alerta para onda de calor e umidade abaixo de 12% em Mato Grosso do Sul
REGIÃO
Polícia Militar prende dois homens por Tráfico de Drogas
JUSTIÇA
Justiça do Trabalho inicia Semana Nacional de Conciliação