Menu
Busca sábado, 15 de maio de 2021

Formação do Corinthians para a decisão contra o Chelsea no Mundial nunca atuou junta

15 dezembro 2012 - 10h20
Uol

O Corinthians terá diante do Chelsea neste domingo uma formação que pela primeira vez será utilizada em campo. A confirmação de Jorge Henrique entre os titulares apresentará um time com três atacantes e sem um armador. Tite minimiza o ineditismo e ressalta que as características do jogo determinaram a mudança.

“No futebol não existe fórmula mágica. A confiança que se dá é repetindo. No primeiro jogo eu queria mais posse de bola. Para o jogo contra o Chelsea, quero uma transição mais rápida. Repito: não tenho preferência individual”, disse.

A campanha da Libertadores se iniciou com o esquema 4-3-3. No decorrer do torneio, Tite abdicou de um atacante – Liedson – usando dois meias e dois atacantes. O 4-4-2 foi o esquema final contra o Boca Juniors.

Desde então, o Corinthians efetivou o 4-4-2, com Douglas na vaga de Alex. Perto do Mundial, o sistema ganhou uma variação, trocando um jogador rápido de frente (Romarinho) por um de área (Guerrero).

Agora frente ao Chelsea, Tite retomará o 4-3-3, com Jorge Henrique, Emerson e Guerrero, com Danilo dando suporte ao trio. Paulinho, com isso, ganha mais liberdade para se infiltrar, tendo Jorge Henrique cuidando da marcação adversária.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Covid-19: país tem 15,5 milhões de casos acumulados e 434,7 mil mortes
TECNOLOGIA
Começa a valer hoje nova política de privacidade do WhatsApp
MEIO AMBIENTE
Polícia Militar Ambiental de Bonito captura seriema com perna quebrada
AGEPEN
Por intermédio da Agepen, primeira certidão de nascimento digital de preso indígena é emitida em MS