terça, 23 de julho de 2024

Erro leva contribuinte a pagar licenciamento de outro veículo

Erro leva contribuinte a pagar licenciamento de outro veículo

31 maio 2012 - 16h10
G1


Cerca de mil pessoas pagaram o licenciamento do veículo de outra pessoa em Mato Grosso do Sul, por causa de um erro na emissão das guias do Detran-MS. A falha no sistema aconteceu no dia 14 de maio e provocou a geração de 42,5 mil guias de licenciamento erradas.

Na maioria dos casos, segundo o órgão, o destinatário especificado no envelope da guia era diferente do nome que aparecia no interior do documento. Além disso, os motoristas encontravam alterações na placa e no Registro Nacional de Veículos (Renavam). O único dado correto na guia era o vencimento para o dia 31 de maio.

Quem pagou a guia errada está com o licenciamento do próprio veículo vencido, segundo o Detran-MS. A não quitação do licenciamento sujeita o proprietário do veículo a uma infração gravíssima, que pode gerar multa de R$ 191,54 e sete pontos na carteira.

A orientação do Detran-MS é não fazer o pagamento da guia incorreta que foi enviada para as residências. O contribuinte deve acessar a página do órgão na internet e imprimir o documento ou ir a uma agência para solicitar a guia. “Se o valor for igual ao débito do veículo de propriedade da pessoa, o Detran faz um abatimento dos valores e liquida os débitos através daquele valor. Se for diferente, ou a maior ou a menor, o Detran faz o ressarcimento desses valores para a pessoa fazer a quitação de seus débitos”, afirma Roberto Augusto Roque dos Santos, gerente de agência.

Até agora, menos de 200 pessoas procuraram as agências do órgão para transferir o dinheiro para o licenciamento do próprio veículo. No sindicato dos despachantes, que tem 270 associados no estado, a busca por ajuda para retirar o documento ainda não começou. Para tirar dúvidas, o número do telefone do Detran-MS em Campo Grande é o 154, e no interior, (67) 3368-0500.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Início de operação da fábrica de Ribas do Rio Pardo consolida MS como vale da celulose

ECONOMIA

Mercado voluntário de carbono no Brasil recua em 2023

Dados são do Observatório de Bioeconomia da FGV

BRASIL

Conab recebe mais R$ 115 milhões para apoio à comercialização da agricultura familiar

DIREITOS HUMANOS

Cimi: políticas públicas ainda não frearam violência contra indígenas

Relatório cita fortalecimento e retomada de ações de fiscalização