Menu
Busca terça, 03 de agosto de 2021

Laudo da PF confirma produção de leite adulterado

07 novembro 2011 - 21h57Por Estadão
A Polícia Federal de Minas Gerais informou hoje que um laudo pericial realizado em amostras colhidas na Operação Ouro Branco II confirmou que o leite produzido pela Cooperativa dos Produtores de Leite de Leopoldina de Responsabilidade - que produz a marca de leite LAC - foi considerado impróprio para consumo humano. A operação aconteceu em junho deste ano.

De acordo com a análise, realizada em um laboratório do Ministério da Agricultura, as amostras continham altos teores de sacarose (não natural do leite) e cloretos, substâncias que prejudicam a qualidade do leite. Conforme o documento policial, pessoas com dietas alimentares restritivas, como os diabéticos, podem ter sua saúde afetada. O cloreto também é altamente prejudicial à dieta alimentar de pessoas hipertensas.

Os responsáveis pela empresa foram indiciados e, se condenados, responderão pelos crimes de adulteração e falsificação de substâncias ou produto alimentício, com pena que varia de quatro a oito anos de reclusão.

Deixe seu Comentário

Leia Também

DETRAN
Contran divulga novas regras para sistema de segurança de caminhões basculantes
SAÚDE
Brasil registra 1ª cirurgia contra diabetes tipo 2 feita com robô
ESPORTES
Brasil e México decidem vaga na final de Tóquio
PARANAÍBA
Polícia Militar recupera veículo furtado