Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021

Motos lideram processos sobre DPVAT

18 maio 2012 - 14h00
TJ MS


Dados estatísticos apresentados pelo DPVAT (Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Via Terrestre) revelam que as motocicletas representam 27% da frota nacional de veículos. Mas, em contrapartida, elas estão em primeiro lugar no ranking de acidentes de trânsito no país. Campo Grande não foge destes parâmetros.

A quantidade de processos que buscam o seguro DPVAT para casos que envolvem este tipo de veículo já se tornou a maioria dos pedidos de indenização que estão em movimentação no Fórum de Campo Grande.


O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul, Luiz Tadeu Barbosa Silva, explica que junto com o crescimento da frota deste veículo, outros parâmetros também evoluíram e contribuem com a quantidade de acidentes de moto. “O aumento da capacidade de produção de motocicletas, melhoria da qualidade de vida e salarial das classes ‘C’ e ‘D’, além da facilidade de obtenção de crédito para aquisição de motocicletas”, relata.

Mas, em contrapartida a estes crescimentos de produções, os atrasos no desenvolvimento de alguns setores também colaboram para os acidentes. “Falta investimento para a melhoria das ruas, avenidas e rodovias, todas congestionadas. Outro fator é a falta de paciência no trânsito, inclusive do próprio motociclista”, explica o desembargador.

Para a advogada que observa frequentemente casos de acidente com motociclistas, Cléa Valadares, muitas colisões acontecem por falta de habilitação, principalmente com jovens do sexo masculino.

Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Neno Razuk solicita construção de um Pronto-Socorro no Hospital Regional de Ponta Porã
DIREITOS HUMANOS
Número de crianças vítimas de acidente de trabalho cresceu 30% em 2020
PGE
PGE publica resolução que padroniza compra e venda de imóvel
SAÚDE
Transmissão de doenças respiratórias está elevada em quase todo o país