Menu
Busca sexta, 30 de julho de 2021

Muçulmana se recusa a tirar véu em prova do Detran e caso vai parar na polícia

Muçulmana se recusa a tirar véu em prova do Detran e caso vai parar na polícia

16 outubro 2011 - 18h06Por G1
Uma dona de casa acusa o Detran de impedi-la de terminar a prova de renovação da carteira de motorista. Ela é muçulmana e não quis retirar o véu que usava por motivos religiosos. O caso aconteceu em um Centro de Formação de Condutores (CFC) de São Bernardo do Campo, em São Paulo.

Ela conta que estava no meio da avaliação quando uma funcionária disse que ela só poderia continuar se tirasse o véu.

"Falaram que nenhum aluno pode entrar de boné, de gorro, de alguma coisa que não tenha como identificar o aluno. Aí mandaram tirar o véu", diz Alahm Saifi. "É um traje religioso completo, o hijab, que a mulher muçulmana tem que vestir", completa.

A prova, segundo ela, foi bloqueada pelo Detran, que acompanha o teste por computador. O caso foi parar no 1º Distrito Policial de São Bernardo do Campo. Um boletim de ocorrência foi registrado pela própria Alahm, com apoio do Centro Islâmico de São Paulo.

"Nós temos que corrigir isso. Amanhã pode acontecer com outras pessoas da nossa e outras religiões. Isso no nosso país é crime", diz Sheik Jihad Hassan Hammadeh, representante da comunidade islâmica.

A polícia abriu investigação e deve chamar para depor as pessoas que trabalhavam no CFC no momento da prova. O Detran também será chamado a prestar esclarecimentos.

O Detran disse que Ahlam não pôde continuar a prova porque houve um problema nos computadores da autoescola, que afetou todos os alunos que faziam o teste naquele momento. O órgão disse que vai abrir uma investigação sobre o caso.

O dono do Centro de Formação de Condutores, Orivaldo Marchi, disse que, provavelmente, houve um problema apenas no computador utilizado por Ahlam. Ele afirmou que ela poderá refazer o teste nesta segunda-feira (16).

Deixe seu Comentário

Leia Também

ESPORTES
Seleção feminina perde para Canadá nos pênaltis e dá adeus a Tóquio
POLÍCIA
Cão morre de hipotermia na madrugada e tutores são presos pelo crime de manhã
AÇÃO DE GOVERNO
Investimentos de R$ 4 bilhões na geração de energia em MS vão criar 15 mil empregos
MIRANDA
Polícia Civil prende homem por suspeita de comércio ilegal de munição e lesão corporal