terça, 23 de julho de 2024

Neymar e Lucas completam 100 dias do ano na seleção e irritam Santos e São Paulo

14 setembro 2011 - 15h00
Neymar e Lucas completam 100 dias do ano na seleção e irritam Santos e São Paulo

Uol

Presentes em todas as convocações de Mano Menezes na temporada, e ainda com longa passagem pela seleção sub-20, Lucas e Neymar completam nesta quarta-feira, no amistoso contra a Argentina, em Córdoba, às 21h50 (de Brasília), 100 dias a serviço da seleção brasileira em 2011. O longo tempo deixa São Paulo e Santos desesperados, na ânsia de ver as exibições dos craques com a camisa amarela diminuirem consideravelmente.

Lucas e Neymar passaram até o momento quase 40% do ano na seleção brasileira, em uma maratona de viagens e disputando duas longas competições na temporada.

Logo no início do ano foram 44 dias em serviço da seleção sub-20. Os dois ainda foram os únicos atletas do time campeão Sul-Americano da categoria sempre convocados por Mano Menezes para a equipe principal.

A rotina com a seleção brasileira deixou Lucas ausente em 17 jogos no São Paulo na temporada e prejudicou ainda mais o relacionamento do clube com a CBF. Já Neymar perdeu 16 jogos pelo Santos e também fez os dirigentes compartilharem com a revolta do rival mesmo estando mais próximos à entidade.

“Isso é uma sacanagem que se faz com o Santos e o São Paulo. Podemos ver nossos melhores jogadores enfrentando uma maratona desumana, sendo vitimados por problemas musculares, e isso passando grande parte do ano na seleção. Não é possível ficar tanto tempo assim fora do clube”, reclamou o presidente santista, Luis Alvaro de Oliveira Ribeiro.

“O São Paulo é plenamente a favor de que seus jogadores sejam sempre convocados e nunca vai impedir que isso aconteça. Nós nos ressentimos pelos danos que a gente é obrigado a arcar pelo péssimo calendário que é coordenado pela CBF", afirmou o vice-presidente de futebol do São Paulo, João Paulo de Jesus Lopes.

DESEMPENHO DE SÂO PAULO E SANTOS COM OS JOGADORES NA SELEÇÃO

São Paulo sem Lucas Santos sem Neymar
Jogos 17 16
Vitórias 9 10
Empates 0 4
Derrotas 8 2
Aproveitamento 52,9% 70,8%
Desprotegidos, Neymar e Lucas também são constantemente assediados por empresários durante o período em que servem à seleção brasileira, outro motivo que irrita os dirigentes de Santos e São Paulo.

Apesar das reclamações, a presença dos dois jogadores na seleção só tende a aumentar. Daqui a duas semanas, eles devem voltar a jogar pelo Brasil em novo amistoso contra a Argentina. Ao fim do ano, Lucas e Neymar podem completar cerca de 130 dias a serviço da seleção.

“Olha que absurdo. Pagamos o preço por termos os melhores jogadores. Talvez seja melhor montar um time cheio de refugos de série C para não passar por esse problema”, criticou Luis Alvaro.

Deixe seu Comentário

Leia Também

Início de operação da fábrica de Ribas do Rio Pardo consolida MS como vale da celulose

ECONOMIA

Mercado voluntário de carbono no Brasil recua em 2023

Dados são do Observatório de Bioeconomia da FGV

BRASIL

Conab recebe mais R$ 115 milhões para apoio à comercialização da agricultura familiar

DIREITOS HUMANOS

Cimi: políticas públicas ainda não frearam violência contra indígenas

Relatório cita fortalecimento e retomada de ações de fiscalização