Menu
Busca sexta, 18 de junho de 2021

Novo sistema agiliza descoberta de desvio de energia

21 maio 2012 - 15h26
Divulgação (TP)

Um novo sistema, implantado nas subestações da ENERSUL, permite medir a quantidade de energia distribuída para uma determinada região e comparar, com precisão, o volume registrado nos medidores em relação ao que foi disponibilizado para aqueles clientes. Este sistema detecta diferenças entre o abastecido e o faturado e está sendo empregado para orientar e agilizar o trabalho das equipes de fiscalização de maneira a ter maior assertividade, num menor espaço de tempo, na hora de identificar os desvios de energia elétrica. O novo sistema de checagem à distância está implantado em 100% dos 73 municípios que compõem a área de concessão da Enersul.


As Ações de fiscalização da empresa são apoiadas pela Secretaria de de Segurança Pública do Estado, visto que o furto de energia também implica na redução dos impostos que deveriam ser cobrados em cada fatura. De janeiro até abril deste ano, o trabalho das equipes da área de recuperação de energia, apoiada, nos casos mais sofisticados, por peritos da Polícia Civil, identificou 11.249 irregularidades em instalações elétricas que abastecem desde simples moradias a grandes empresas, com endereços até em áreas nobres.


Recentemente, a "Operação Curto-Circuito", desenvolvida na Capital, culminou com a prisão de 33 pessoas, incluindo tanto quem vendia o serviço de adulteração, assim como quem contratou essa prática para pagar menos pela quantidade consumida..


Nas frentes de combate direcionadas para as cidades do interior, os números apontaram também a eficácia e a assertividade dessa operação. Em Bonito, foram 46 autuações que revelaram a existência de fraude em pousadas e hotéis, restaurantes, postos de combustível e até no prédio de uma agência bancária. Vinte e cinco casos chegaram a ser registrados em boletim de ocorrência pela Polícia.


Nesta semana, operação deflagrada em Nova Andradina, demonstrou que dos 30 primeiros estabelecimentos vistoriados, 26 apresentaram irregularidades, mais de 20 pessoas intimadas a prestar depoimento no Distrito Policial da cidade e 4 delas indiciadas judicialmente.


O prejuízo anual com o furto de energia em Nova Andradina chega à casa de R $ 12 milhões, o equivalente a dez por cento do que é contabilizado em toda a área de concessão da Enersul.


O furto de energia prejudica toda a sociedade , incluindo os cofres públicos. Em nota oficial, o Departamento de Comunicação da Polícia Civil de Mato Grosso do Sul destaca: “no caso específico da região de Nova Andradina, o prejuízo é calculado em 3,5 milhões de reais ao ano em impostos estaduais, em torno de R$ 20.000,00 por dia.” Além disso, a Polícia também explica: “a fatura da energia elétrica dos consumidores é majorada em 7% em razão do rateio por conta dos desvios fraudulentos, ou seja, os consumidores idôneos acabam sendo onerados de forma adicional devido aos fraudadores”, esclarece.


Por isso, a operação prosseguirá em todas as cidades, continuando também a contar com outro importante aliado: a denúncia da comunidade contra essa prática ilegal. As ligações podem ser feitas por meio do 0800 722 7272 da Enersul. A ligação é gratuita, inclusive para telefone celular.


A Concessionária valoriza essa iniciativa da comunidade já que o combate à fraude é necessário para evitar acidentes por choque elétrico e risco de incêndio nas instalações, queima de equipamentos vitais ao abastecimento de energia para o conforto da própria comunidade, além de onerar a tarifa.


É a ENERSUL prevenindo o furto e o desperdício de energia.


Deixe seu Comentário

Leia Também

LEGISLATIVO
Neno Razuk solicita construção de um Pronto-Socorro no Hospital Regional de Ponta Porã
DIREITOS HUMANOS
Número de crianças vítimas de acidente de trabalho cresceu 30% em 2020
PGE
PGE publica resolução que padroniza compra e venda de imóvel
SAÚDE
Transmissão de doenças respiratórias está elevada em quase todo o país