Menu
Busca segunda, 18 de outubro de 2021

Número de homicídios caiu 41,2% em relação ao mesmo período de 2010

Número de homicídios caiu 41,2% em relação ao mesmo período de 2010

04 janeiro 2012 - 18h10Por Correio do Estado
A Operação Fim de Ano, realizada pela Polícia Militar de Mato Grosso do Sul entre os dias 2 de dezembro e 2 de janeiro, na Capital, resultou na redução de crimes que mais afligem a população. Foram registrados no período 10 homicídios na Capital sul-mato-grossense, 41,2% menos que no período 2010/2011 e 62,96% menos que em 2009/2010.

Na área central – delimitada pelas avenidas Zahran, Tamandaré, Salgado Filho, Mascarenhas de Moraes e Salgado Filho – o número de ocorrências desse tipo tem se mantido estável, em um homicídio, desde 2009/2010. Os números foram apresentados na manhã de hoje (4), no auditório do Comando Geral, no Parque dos Poderes.

“É com alegria que constatamos essa redução e comprovamos que essa parceria, que desde 2009 temos com o comércio e com o Conselho Comunitário de Segurança é eficiente. A união entre PM e sociedade dá bons resultados e vai permanecer”, disse o comandante-geral da PMMS coronel Carlos Alberto David dos Santos.

Queda também nos principais crimes contra o patrimônio: roubos e furtos. No geral, foi registrada redução em 2011/2012 de 1,9% na Capital e de 3,9% na área central, quando relacionado ao período 2010/2011. Se comparado há 2009/2010 essa queda é de 3,64% e 14,56%.

Somente nos roubos, houve decréscimo de 13,4% em toda Capital e de 5,2% na área central, no comparativo 2011/2012 e 2010/2011. Nos roubos a comércio, a diminuição em toda Campo Grande foi de 29%. Na área central, pela segunda vez consecutiva houve apenas um roubo.

Principal objetivo da operação, a segurança de comerciantes e consumidores durante as compras de fim de ano, tem sido alcançada desde o início do esquema especial de policiamento em dezembro de 2009. No primeiro ano foram registrados 10 roubos a comércio, no ano seguinte um e agora esse número se manteve.

“A Polícia Militar está presente e o policiamento a pé na área central foi determinante para o sucesso no combate à criminalidade. A participação dos comerciantes e do Conselho Comunitário de Segurança também é fundamental porque as informações que eles nos passam e as reivindicações que fazem ajudam a determinar nossas ações”, avaliou o comandante do 1° BPM, tenente-coronel Holivaldo de Jesus Muniz.

A redução foi ainda mais expressiva nos roubos a residência: 31,1% na Capital e 50% na área central em relação a 2010/2011. Nos roubos em via pública foram -6,8% em Campo Grande e -8,9% na área central, comparado à operação anterior.

Os furtos se mantiveram no mesmo patamar em 2010/2011 e em 2011/2012 em toda Capital. Na área central houve queda de 4,4%, no mesmo período. No comércio houve decréscimo de 22,1% em Campo Grande e de 38,4% quando considerada apenas a área central.

Fator negativo foi o aumento no número de furtos em residência: 5,3% na Capital e 6,9% na área central. Um dos fatores apontados pelo Comando-Geral foi o aproveitamento de oportunidades dadas aos marginais. Para reduzir esses índices a PM está trabalhando no contato direto com os moradores, orientando sobre como manter a casa mais segura, distribuindo cartilhas e passando informações em órgãos de imprensa.

O plano especial de policiamento durou um mês, de dois de dezembro de 2011 a dois de janeiro de 2012 e abrangeu especialmente a área central e corredores comerciais de bairros da Capital. Por meio do policiamento ostensivo a pé, motorizado e montado, policiamento de trânsito e tático, a PM garantiu a redução da criminalidade.

Deixe seu Comentário

Leia Também

SAÚDE
Pfizer entrega mais 1,3 milhão de doses de vacina ao Brasil
CULTURA
Festival da Literatura Indígena terá palestras, oficinas e música
ECONOMIA
Crescem reclamações sobre cobranças indevidas de crédito consignado
POLÍCIA
PMA de Dourados prende e autua dois pescadores por pesca e transporte de pescado ilegal