Menu
Busca domingo, 11 de abril de 2021

Paranaiba, Amambai e São Gabriel também deverão ter escolas técnicas

20 agosto 2011 - 16h05Por Assessoria
Mato Grosso do Sul ter sete polos de ensino técnico, segundo o deputado Antonio Biffi, que na segunda-feira passada, na véspera do anúncio da expansão da educação profissionalizante pelo Governo Federal, promoveu em Campo Grande, na sede da Fetems, audiência pública para debater a criação do Pronatec (Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego.

O evento foi realizado com apoio da Comissão de Educação e Cultura (CEC) da Câmara dos Deputados. Biffi é o relator o projeto que cria o Pronatec e detalhou na audiência os principais pontos do programa, explicando os objetivos, ações, público alvo e o planejamento para a expansão da rede federal de ensino técnico e profissional.

“É importante destacar que o Pronatec será executado pela União, em parceria com os estados, municípios, instituições privadas e o sistema S, e objetiva ampliar a oferta de educação profissional e tecnológica aos estudantes do ensino médio da rede pública, trabalhadores, beneficiários dos programas de transferência de renda, portadores de necessidades especiais, comunidades quilombola e indígena e adolescentes e jovens em cumprimento de medidas socioeducativas”, explicou.

Biffi disse que é fundamental estimular o ensino técnico e aponta que a maior prova da estagnação e descaso com a educação profissionalizante é a baixa participação dos estudantes do ensino médio nos cursos de qualificação profissional, pois são quase 7 milhões de estudantes em todo o país, mas apenas 700 mil participam dos cursos técnicos.

Expansão da Rede Federal - Segundo o deputado, 214 unidades federais estão em construção em todo o país, sendo sete em Mato Grosso do Sul nos municípios-pólo de Campo Grande, Corumbá, Coxim, Três Lagoas, Ponta Porã, Aquidauana e Nova Andradina.

“Essas unidades representam nosso trabalho árduo, pois, seja como membro da Comissão de Educação e Cultura, seja em reuniões no MEC ou em audiências no Palácio do Planalto, tenho participado diretamente do projeto de retomada do ensino técnico em nosso país, cujo início, é importante lembrar, foi com a revogação de uma lei, criada no governo FHC, que proibia a União de criar e manter unidades federais”, afirmou Biffi.

Após participar de solenidade no Palácio do Planalto, Biffi disse que a expansão dos institutos federais em Mato Grosso do Sul deve chegar a 13 unidades, pois já articula, através da Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica do MEC, a construção de mais três unidades, visando beneficiar os municípios-pólo de São Gabriel do Oeste, Amambaí e Paranaíba.

Deixe seu Comentário

Leia Também

MEIO AMBIENTE
PMA de Aquidauana captura terceiro jacaré passeando pelas ruas da cidade neste ano
INTERNACIONAL
China quer trabalhar com o Brasil para promover parceria estratégica
FÁTIMA DO SUL
PMA fecha serralheria por emissão de sons acima do previsto em lei prejudicando a vizinhança
AÇÃO DE GOVERNO
Ritmo das obras intensifica no Estado, com mais de 80 trabalhos só na área urbana